terça-feira, 4 de julho de 2017

Minha nada mole vida! Minha vida sonhada!



A foto não é das melhores -nem de longe, rs...
Não tem filtro, nem disfarce, nem beleza, muito menos glamour. Não retrata uma cena de uma família"Bundchen", hahahaha...
Até porque a diferença aqui com a família da "Gi", é que aqui tem uma soma maior e uma dinâmica dobrada, não temos muito tempo como uma família mais "normal" (que tem um ou dois filhos).
Parece que não muda muito, mas o terceiro filho faz toda diferença quando temos pressa, gastos, preocupação com espaço, organização, distribuição e etc. Taí porque a maioria das famílias pára no segundo! =) Um a mais é aquele "desencaixe" perfeito, kkkkkk.... 
Mas hoje fiz questão de registrar essa cena tão desprovida de encanto, mas tão cheia de verdade e realidade! Essa é a minha vida! Essa é a vida na minha casa!
A foto enxugou muita coisa atrás dos carrinhos, atrás da Liz, da Sueli (babá), de mim, dos armários...
Atrás da Liz, fica a porta da lavanderia, onde estava a Carla, nossa funcionária "santa", cuidando de um amontoado de roupas que NINGUÉM faz ideia. Apartamento+ 3 crianças+ papai que usa camisa e terno+ falta de sol+ terra de parque+ papinha nos bodies= lava-se e passa-se roupa diariamente na minha casa. E nesta semana, especificamente, iremos viajar (eu e papai), por isso roupas novas foram lavadas hoje, junto às de sempre que têm aos montes.
Atrás da Sueli, pisada de cachorro no chão. Aquela maledita gota de água que cai, que resulta num lamaçal...
Atrás de mim, louça na pia: uma café da manhã família, com frutinhas, mamadeiras e afins!
Na porta da cozinha, que dá pra sala, uma mesa cheia de papéis com os quais eu estava "trabalhando" e ao redor de tudo isso,uma casa a mil, funcionando a todo vapor.
Eu já havia dado banho nos dois pitucos e dado fruta + mamá para o Luca, enquanto a Maitê cochilava...
Voei pro chuveiro quando a Mai dormiu e o Lucote se alimentou, porque na rua, milhões de coisas me aguardavam.
Quando a Maitezinha acordou esguelando de fome, a Liz quis brincar e o Luca cansou de nada fazer, então também começou a chorar...
Hora daquela ajuda IMPRESCINDÍVEL, que toda mãe de 3 precisa ter, principalmente com bebês gêmeos. A Sueli é esse auxílio. Enxuga um, enquanto lavo dois, alimenta um e eu alimento outro, me ajuda a colocar os três no carro, junto com os dois carrinhos, a bicicleta, as malinhas, me ajuda a lembrar de comprar lenço umedecido e leite em pó a cada 3 dias (siiiiimmmm!!!! Funciona desse jeito),enfim...ela é um suporte que me ajuda a FAZER tudo pelos três. Foi o combinado! Eu faço tudo, ela me auxilia, mas não faz por mim! Só dessa forma, consigo ter uma babá! ( aprendi que no meu caso, mesmo não gostando da ideia de ter alguém, era uma questão de necessidade pra conseguir atender aos 3 com prontidão)  E deu certo! Ela faz o que eu mais preciso: cuida das roupas desses 3 corpinhos, que é algo de fluxo intenso e contínuo e me ajuda quando não tenho o terceiro braço disponível, rs...

Bom, sei que naquela hora do pico (que acontece umas 3, 4 vezes por dia), foi preciso registrar a cena!
Para acalmar a Maitê, a Sueli começou a alimentá-la, para acalmar o Luca, ele veio pra cozinha conosco, para suprir a vontade de brincar da Liz, os brinquedos vieram pra copa e eu fazia as vozes dos personagens, enquanto cozinhava a papinha dos bebês,  
Na sequência, coloquei a papa para esfriar, antes de guardar na geladeira e fui dar banho na minha Liz, com o Luca junto, no carrinho.
Depois de todos banhados, alimentados e calmos, fui fazer meus compromissos externos.
Giro a chave do carro e ele não liga! Hahahahaha...
Vamos trocar a bateria, me virar nos 30 porque meu maridão estava em SP.
Hora de pagar: cadê o cheque? Não tem cheque, vai de cartão...hahahaha
Nisso tudo, foi uma hora no estacionamento para resolver.
Quando subi para guardar a garantia da nova bateria do carro, já aproveitei pra fazer a Maitê dormir, porque a Sueli estava ninando o Luca...
A Liz, linda como sempre, me esperou pacientemente.
Tudo resolvido de vez em casa, fomos, eu e Lilica, comprar remédios e uma fantasia no centro.
De lá, almoçamos juntas, compramos umas coisinhas, buscamos a vovó, voltamos pra casa, cuidamos dos bebês com toda a rotina de frutinha, trocas, inalação, etc...
Fizemos todo o processo da noite: banhos+ leite+ ninar+ jantar da Liz+ tudo isso ao mesmo tempo...
E quando deram 20:00 , já havíamos acabado tudinho.
Ops...quase tudinho.
Agora vou fazer a papinha de amanhã, arrumar nossas malas de quinta à noite e esperar o meu amor voltar de SP ainda, para conversarmos sobre o dia! 
O que me pego pensando e que numa foto quis registrar esse pensamento, é que ainda não acredito, algumas vezes, que aos 30 anos, tenho três filhos, uma funcionária, uma babá, um cachorro, um carro de 7 lugares que é pequeno pra nós,  um funcionamento intenso na minha casa, na minha vida...
Aos 30 anos,tenho gêmeos, tenho outra filha que já escreve, tenho uma rotina maluca, vou aos lugares empurrando um carrinho com um bebê, segurando outro bebê no colo e de mãos dadas com a mais velha e isso impressiona as pessoas!
Hoje, aos 30, tenho a vida que eu tanto sonhei, porém só não contava que já estaria com o terceiro filho comigo. Sempre calculei fechar essa conta lá pelos 32...(não esperava ter gêmeos).
Também não esperava viver uma vida de gente MUITO grande, que ultrapassou a linha do crescimento, hahahahah...que vive uma maratona por dia!
Isso porque ainda não são três a correr pela casa...
E mais que três a correr, ter dois da mesma idade é muito intenso! 
Mães que me leem, imaginem o filho de vocês junto com um amigo da sala com quem ele tem muita sintonia,  24 por dia: as mesmas vontades, na mesma hora, do mesmo jeito e quando NÃO, uma disputa acirrada da mesma fase...
Já passo isso com bebês de 5 meses! Logo, serão outros acontecimentos da mesma fase, que o Luca e a Maitê vão passar (lembro de muitas situações tumultuadas que vivi com meu irmão gêmeo).
Mas é isso!
A minha vida aos 30 anos, cheia de VIDA, energia, barulho e correria!
Nem acredito nisso! Parece um sonho.
Não me acordem!

=)