sexta-feira, 21 de abril de 2017

Fazer ou não os filhos dormirem?


Sim! Eu faço os meus filhos dormirem!
Muita gente enche a boca pra dizer que não faz seus filhos dormirem, que os acostuma desde bebês a dormirem "sozinhos". Algumas conhecidas até dizem, com o maior orgulho, que esteja ou não com sono, a criança vai pra cama, elas fecham a porta do quarto e elas ameaçam: "daqui 10 minutos quero entrar aqui e te ver sonhando..."
Claro que cada mãe segue seus "métodos" e intuições. Maternidade é um exercício muitíssimo pessoal, mas eu não consigo entender muito bem essa frieza em lidar com um assunto tão normal, que para muitas, é um temor, uma preocupação exasperada. Por que? Porque se gasta tempo "fazendo" a criança dormir?
Muitas dizem que é uma questão de auto-confiança, segurança, independência, que a criança precisa aprender a dormir sozinha desde bebê, se não fica "mal acostumada". E se ela tiver pesadelos ou vontade de fazer xixi na madrugada, a "culpa" é desse fazer dormir, que desencoraja o serzinho a ser seguro de si. Socorro!!
Isso pra mim, não cola! Papo furadis, hahaha...
As mães que assim pensam, que me perdoem, mas isso mais parece um medo da criança demorar a pegar no sono, depois de um dia todo de exaustão delas. Eis a falta de paciência que vivemos nos dias de hoje! A pressa torna as pessoas intolerantes, inclusive as mães na relação com seus filhos.
Uma criança com mais de 5 anos, é claro, dorme sozinha. Escova seus dentes, ora com seus pais, vai pra cama, vira pro lado e dorme. 
Mas sou do tipo de mãe que fica junto na hora do sono!
Sempre fiquei com a Liz fazendo carinho no seu cabelão, no seu rostinho, cantando a musiquinha que ela ama. Sempre deitei junto até ela adormecer.
Faço assim com o Luca e com a Maitê!
Tenho três filhos e "gasto" três vezes meu tempo, com o maior amor do mundo, fazendo-os dormir!
A Liz até hoje, sim!
A segurança de que  precisam, a auto-confiança vêm disso que ofereço a eles.
Esse amor que não se limita, esse estar junto num momento tão sublime, que é o momento do sono, deixa-os tranquilos, seguros (minha presença os assegura) e felizes.
E é a partir disso, que aos poucos, sem a menor pressa, saberão dormir "sozinhos", sem medo. Pois na fase de maior necessidade emocional, eles terão tido de mim, todo o apoio necessário para enfrentarem o escuro, o momento de se desligar, e os medos que a noite + a imaginação das crianças trazem.
Acho que também por causa disso, o sono dos meus três amores é sempre muito tranquilo!
=)


Um comentário:

Roberta V.L. disse...

Eu deito junto, leio, rezo, converso, faço cafuné e amo!! ❤️❤️❤️👏🏻👏🏻👏🏻👏🏻