domingo, 25 de dezembro de 2016

O que o verão me traz de melhor?



 Filhos!
Definitivamente!
Quem me conhece, sabe muito bem que não amo o sol, não me simpatizo com o calor e nem combino muito com essa estação, considerando a minha falta de melanina, rs...
Mas o verão é lindo!
Se eu paro para pensar nele delicadamente, eu percebo que ele traz um céu mais azul do que nas outras estações do ano, traz as férias - aqui no Brasil- momento tão esperado pelas famílias, consolida a união entre elas, durante dias dentro de casa ou numa viagem incrível.
O verão traz alegria para as pessoas, vontade de sair e aproveitar o sol lá fora.
Proporciona frutas deliciosas, que só se acham nesta estação (manga, minha fruta preferida, chega junto com o verão).
Traz aquela sensação gostosa de alívio no final do dia: depois de um manhã e uma tarde quentes, uma chuvinha gostosa para fechar a aventura!
No verão, temos nosso Natal, a mais linda celebração de amor na Terra. É no nosso verão, que chega Jesus, renovando em nossos corações toda a paz e esperança, deixando-nos contagiados de ternura e paixão!
No verão, viramos o ano. Encerramos um ciclo e iniciamos outro.
Junto com ele - o novo ciclo-, inciamos novas metas, traçamos novos objetivos, buscamos novos sonhos. Acordamos no dia 1 de janeiro, com um sol latente e potente, representando toda a nossa vontade de realizar tudo o que temos nos próximos 365 dias!

E é no verão, que Deus me trouxe filhos. Faz-me sentir imaculada na noite de Natal, por carregar em minha, a vida,  (este ano, AS VIDAS), que significam a renovação da fé cristã  e o sentido da VIDA NOVA! Carregar vidas no ventre, na noite de Natal, aos 8 meses te marca como uma seguidora de Maria, que traz ao mundo NOVA ESPERANÇA!
No natal de 2012, eu carregava a Liz , com 36 semanas.
Neste natal, carreguei o Luca e a Maitê, com 32 semanas.
E foi perfeita  a sensação  que tive - e venho tendo-, como na época da Liz, de saber que passando as boas festas, recebo nos braços os melhores e maiores presentes que uma mãe pode receber.
Coincidentemente ou não, o Luca e a Maitê nascerão três, quatro dias antes  ou depois da data de nascimento da Liz ou até na mesma data, se conseguirmos chegar lá! =)
Não sei se trata apenas de coincidência.
Sabendo do espírito natalino e o que ele nos traz em termos de fé e vida nova, eu acho que Jesus nos trouxe mais essa  alegria.
Além da benção de um casal de gêmeos- que era o sonho da Liz enquanto irmã, ainda recebemos a graça de nascerem na mesma semana!
Surpresas únicas de felicidade que só tive numa única estação, no maravilhoso verão!

Nenhum comentário: