terça-feira, 16 de agosto de 2016

Padrinhos: o pai e a mãe que amariam seus filhos do mesmo jeito que você os ama!



Eu não poderia ter escolhido padrinhos melhor para a minha Liz!
Minha prima-irmã e meu irmão!
( assim como com os gêmeos, meu irmão gêmeo também será o padrinho de um deles).
O laço sanguíneo é algo muito forte e divino. É saber que Deus, quando estava pensando uma família, me deu esse irmão, essa prima, aquela mãe, aquele pai, aquele filho...Ele preparou essas pessoas para mim e eu para elas. Nos uniu através de DNA, amor, fraternidade e intimidade! Uma intimidade que só é possível entre família. Uma intimidade única, que dá o direito de brigar e fazer as pazes depois, sem remoer. Que dá o direito de se revelar inteiro, sem reservas e sem receios, já com a certeza de que faça o que fizer, seja quem quiser ser, você terá aprovação e não será julgado. 
Uma intimidade que te fala na cara e te fala a real, que te mostra o completo,que te entrega a verdade íntegra das coisas, que não mede esforços e nem sentimento. É um sentimento que dói, de tão grande, apenas possível de ser sentido entre irmãos!
É preciso intimidade com os padrinhos de seus filhos,na minha opinião. O filho é por si só uma intimidade. Confiá-lo a alguém que possa saber tudo sobre ele, não é missão de qualquer um. 
Deus, quando escolhe os filhos de uma casa, determina que eles serão irmãos e que não haverá laço mais forte do que esse. Que mãe não acha linda a união de seus filhos?
Agora, pense...que mãe não acharia perfeito, os filhos de seus filhos serem afilhados uns dos outros, ver que um irmão escolheu o outro para  representar um papel de pai ou mãe.
A minha mãe é sortuda de ter visto isso. Eu escolhendo meu irmão, para ser o segundo pai da minha filha e a minha prima,que foi criada comigo como irmã, para a ser a segunda mãe da Liz!
Muito além de promover uma felicidade absoluta numa família toda, escolher padrinho e madrinha requer um amor verdadeiro e intenso por essas pessoas, uma amor que lhe faria morrer por elas!
Eu morreria pelo Edu e pela Mari, tanto quanto sei que morreriam por mim.
Mais ainda....morreriam pela minha filha! Pois a amam como tal, como a própria filha deles, afinal, corre o mesmo sangue, o amor estabelecido pelo laço sanguíneo é mais forte que uma rocha!
Padrinho vem de PAI.
Madrinha vem de MÃE. 
A definição já explica tudo.
Escolha os seus substitutos que criariam seus filhos com o mesmo amor que você os cria.  

Obrigada, meu Deus!!!
Os padrinhos da Liz são uma escolha do céu!
Eu, Liz e Luiz os amamos de todo o nosso coração!!

Nenhum comentário: