quinta-feira, 29 de janeiro de 2015

Essa semana minha ajudante, que vem as segundas e quintas-feiras, me viu espremendo laranjas, montando sanduíche para a lancheira da escola, dando atenção pra Liz que estava fazendo desenhos para mim e a Petit, fazendo o almoço.... Tudo ao mesmo tempo. E aí ela perguntou no que eu queria ajuda. Engraçado é que desde quando ela começou a trabalhar em casa (há 2anos) , sempre deixei claro que a única coisa que ela não faria de jeito nenhum, era olhar a Liz pra mim. Não por falta de confiança. Mas porque essa função foi meu sonho desde a adolescência. Eu nunca deixaria uma pessoa exercê- la por mim..  E no que se refere a "cuidados com a Liz", entendo que fazer o lanche dela, a comida dela, cuidar das suas roupas, tudo isso está incluso na minha função mãe.  Então dei uma risadinha e só respondi:,está tudo bem.
Depois me peguei pensando que eu não só dou conta de tudo, como graças a Deus tudo sai muito bem feitinho. Meu almoço, meu jantar, minhas roupas, a lancheira, o meu tempo com a Liz...
Que além de ter que fazer  tudo isso, todos os dias, ainda conseguimos sair nós duas e resolver um monte de coisa na rua. E que quando saímos, cantamos bem alto no carro todas as musicas do frozen, que nos beijamos na fila do supermercado sem parar, que fazemos vozes malucas no banco, no açougue, que brincamos de moda nos provadores das lojas....que as pessoas olham para nós e percebem a nossa felicidade.
Minhas mãos vivem cheirando alho, meu banho vive sendo de cinco minutos, minha manhã em casa vive sendo breve, minha hora de me vestir vive sendo dez minutos antes de ir trabalhar, meus batons vivem abertos e usados por uma boquinha de coração, o rosto da minha ajudante vive espantado com a minha correria e minha decisão de não querer auxílio na função mãe, dividida com a função mãe- coZinheira . Pois isso é fato. Só quem cozinha todos os dias sabe o quanto a cozinha requer tempo e dedicação. No meu caso, foi uma opção. Quero que não só a Liz, mas toda a minha prole que vier sinta pra sempre o meu carinho  e amor maternais, mas também o sabor da comidinha da mamãe!! #priceless

E é assim que eu sei quão forte, disposta , feliz, realizada e madura a maternidade me tornou!!!!

Obrigada, meu amor!!! Minha Liz!!!

2 comentários:

Roberta V.L. disse...

Nao tem funçao mais linda e mais gostosa nessa vida!! Beijos em vcs duas q eu amo!

Ju Marchioro disse...

Linda! Exemplo de mãe ♡