quinta-feira, 26 de setembro de 2013



( tia Débora quis a fotografar e para nós foi uma honra sem fim!!!)

A segunda coisa fofa que eu queria contar (embora eu tenha mais mil e setenta outras, rs...mas vou aos poucos devido à correria), é sobre a escola!
Bom, a Liz tem ficado com algumas coisinhas contagiosas normais de escola. Hoje por exemplo, ganhou conjuntivite, mas está tão leve que os olhos nem vermelhos estão. E como geral já sabe (hahaha), nem assim essa bebeia reclama!! Como pode ser tão perfeita?
É ótimo que ela pegue tudo o que tiver que pegar agora, enquanto é bebê porque quanto mais novinhos eles são, mais rápido se recuperam e criam uma imunidade forte desde cedo, ao contrário de crianças mais velhas que entram pela primeira vez na escola depois dos três, quatro anos e sofrem mais tempo e com mais intensidade essas doencinhas...
Os pediatras piram, mas as pedagogas sabem que a melhor hora é agora de entrar na escola! (Piscadela de olho)

Bom, falando de um aspecto maravilhoso lá do B1  é que na aula de musicalização , o professor ensinou os bebês diversos sons de animais! Ele mostrava o animal e fazia seu som. E logo depois, individualmente, o prof fazia o som e mostrava a cartela dos animaizinhos para o bebê, ele tinha que pegar o bichinho, cujo som tinha sido feito. A maioria conseguiu realizar essa atividade já na primeira vez!! Fofos!
Mas o professor se impressionou foi com a Liz e quis até vir me contar pessoalmente, hahaha...
No som do cachorro, a Liz grita, bate palma, dá gargalhadas e todos os bebês ficam olhando ela fazer isso, hahahaha...é a única que vibra com som de cachorro e que antes mesmo do titio apresentar os animais e seus sons, ela ficou desesperada com o cachorro de pelúcia.
Ao fazer o latido então, quase saiu correndo (se já soubesse correr, hahaha)...
Como fiquei feliz com isso!
Tudo que eu queria na vida era a minha filha A P A I X O N A D A por cãozinho, como eu!!
E diga-se de passagem, a Petit é o grande amor da vida de Lili. Elas se procuram logo que acordam, se beijam, se derretem! A Petit chora quando  fecho a porta do quarto da Liz!! E a Liz acorda de manhã olhando o chão, chamando a Pepê!! 
Ah filhota, até nisso você puxou a mamãe!
Papai vai ter que aguentar mais uma cachorreira doente!!
Uhooooo!!
Linda!

Liz e a comoção que ela causa!!




Duas coisas muito especiais pra contar! Ambas sobre a Liz, course! Rs...
Uma delas é que é impressionante como meus alunos são ligados na Liz! A segunda conto no post acima!
Eles perguntam dela todo santo dia! Querem que eu a leve toda semana lá sem falta.
De fato, toda quinta e sexta eu a levo mesmo, porque como entro 13h10 e ela 13h15, antes de deixá-la em sua salinha, eu vou pra minha e coloco as minhas coisas. É quando eles a veem e se derretem! Ficam falando que ela é boneca de mentira, querem pegar, etc. A Liz já super acostumou, ri para todos só da gente ir chegando perto!! Hahahahaha...
Todo trabalho que peço em sala, tem sempre um grupinho que volta o trabalho pra Lili!
Hoje pedi que eles esquematizassem uma "town", com vários estabelecimentos, ruas , para trabalharem o "Where is" como pergunta e "It's next to" como resposta...
Chegou um monte de cidade com o nome da Liz, hahahaha...
E os estabelicimentos: Liz supermarket, Liz Pet Shop, kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk...
AMO!!
Vou guardando tudo para que minha filha linda possa ver, lá no futuro, como ela era amada pelos meus alunos!
Minha relação com as crianças, durante a gravidez, foi de muita proximidade! Eles praticamente me conheceram já grávida, a barriga foi crescendo junto com a expectativa deles! Beijavam minha barrigona, escreviam nela, rs...era uma coisa muito forte!!!
Quando Lilica nasceu foi mágico, porque as mães me mandaram trocentos mil recados maravilhosos!!!
Quando eles a viram pessoalmente e depois no face, foi amor à primeira vista! E ficou!! Eles não a esquecem mais!
Hoje a Rô, de inglês também, foi com sua bebê linda nos visitar na escola  e eles se desesperaram achando que era a Liz, kkkkkkk...
E é unânime, toda vez todo mundo me cobra a presença dela lá!
Até meus alunos do ano passado que não são mais alunos meus, só perguntam dela. Realmente passei a ser mãe da Liz e não mais a tia Renata!! =)
As bonecas, como ja contei em outro post aqui, são todas LIZ!!! O nome não muda nunca!!
Acho isso tão incrível!
Como que uma coisinha tão pequena (e tão linda) pode causar tanta comoção na vida das pessoas, e até dessas mini-pessoas?!
Nunca pensei que minha filhota fosse ser tão amada, conhecida, desejada por todos!!
É uma alegria sem fim!!!
=)

Vou postar as cartinhas recentes até o final de semana!


quarta-feira, 25 de setembro de 2013




O céu é o infinito!

Bailarinos entenderão...
=)


#bluenails


Céu azul, vestido azul, momento azul, unha azul!!!
Hoje tá tudo azul aqui pra mim!!!
Essa eu fiz em homenagem à Cazinha, mãe de meninote!!!
=)





E o bebê da minha bestzinha é um meninão!!!
Eeeeeeeeeeee!!!
Esse vai ser grande!!!
Vem que vem, príncipe!
Titia já te ama muito!!!

segunda-feira, 23 de setembro de 2013



Graças à minha opção de continuar amamentando a Liz, é que hoje estou a "salvando" da fome e da sede!
Pico dos oito meses: nada de comida, nada de fruta, nada de suco, de água, nem biscoito que ela AMA!!!
Hoje ela só quer tetê!
Nada de contrariar! Pelo contrário! Sou toda peitos (rs) pra você, filha!!
Pode mamar bastante!!!
;)

domingo, 22 de setembro de 2013



Filha,
E foi tão gostoso o seu oitavo mesversário!
Acordamos cedo, papai foi correr a Meia Maratona e nós fomos fazer Cenourão juntinhas! Você AMA ver as frutas, legumes, verduras molhadinhas. Enquanto pego alguma coisa, te dou uma frutinha na mão para você ir sentindo a textura, sentindo o cheirinho...
Depois fomos fazer mais umas coisinhas na rua, dando um monte de risada com piadinhas e segredinhos nossos e aí voltamos pra casa para você almoçar.
Chegamos e a Petit aprontou outra vez! Foi na terra e se sujou, sujou a casa toda. Ao invés de ficar brava, eu comecei a falar um monte de nomes esquisitos e engraçados pra ela e você morreu de rir! Aí fui fazer uma "semi-lavagem" na Petit sujismunda! 
Papai chegou, você foi para o banho com ele e fui arrumar suas coisinhas para sairmos! Nos arrumamos e fomos almoçar com amigos queridos no Vappiano. Só alegria! Você, como sempre, se hipnotiza com qualquer criança do mundo e lá ficou rindo à toa com sua amiguinha que te trouxe pizzas fresquinhas de mentirinha para você brincar de comê-las!
De lá teve Ice By Nice  e você avisou a mamãe e o papai que a pilha estava acabando, que era hora de nanar! Às 16h estávamos nós três, a familinha cor-de- rosa na cama!
Papai, eu e você bem fresquinhos no quarto e de repente capotamos!!! Você grudadinha no nosso meio, como há muuuuuuuuuuuuuito tempo não acontecia!
Como a mamãe te acostumou a dormir logo cedo no seu quartinho (você foi dormir lá sozinha com três dias de vidinha), acabou que acostumou tanto que quando a gente te queria grudadinha na gente, você não queria!
Queria seu espaço, seu quarto, seu mundinho...
Mas hoje quem pediu pra ficar ali foi você mesma!
Antes de irmos juntos pra cama da mamãe,  te coloquei direto no seu berção king size (rs) e logo você pediu pra sair! Estávamos morrendo de sono e achei que você tinha despertado! Fui te pegar e seus olhinhos estavam até fechados ainda...
Arrisquei e te coloquei com a gente!
Foi em questão de minutos e você apagou, com um pé em cima da mamãe, outro no papai!!!
Que delícia!!
Assim fomos atéééé 18h40!!! Dormimos quase a tarde toda! Hahahahahaha...
Acordamos, fomos no Pão de Açúcar, compramos nosso açaí, voltamos e você é tão regradinha com horário, rotina, que mesmo dormindo bastante, deu sua hora-limite, já nos avisou que queria o banho e o mamá de dormir!
Feito! 
Agora você está no seu quartinho, como sempre dormindo há horas, que nem um anjinho!
Que delícia de mesversário, boneca!!
Vou te roubar mais vezes pra dormir com mamã e papá!!
Esse corpinho branco, cheiroso, com dobrinhas apetitosas, quero grude todo dia!
Meu corpitchos!



Oito meses!!

 ( Meus olhos cor de céu no colo da tia Cá)


( Fazendo feliz a quem estava ali perto! Almoço com amigos!!) 



De uma beleza diferenciada, de muita simpatia, alegria, bom humor, de meiguice, doçura, esperteza, desenvolvimento rápido, de felicidade absoluta!
Oito meses de maternidade e me sinto uma mãe de muitas viagens, rs...nasci pra isso, me descobri desencanadíssima como mãe e é por isso que nada pra mim tem peso, é tudo fácil, tranquilo, apaixonante. Tenho certeza que o que me faz pensar assim é a minha filha! A bebê mais redondinha do mundo!
Ontem na reunião, precisávamos falar uma qualidade e um defeito dos nossos filhos.
Quando chegou a minha vez de falar, disse que ela era maravilhosa em tudo, mas escolhi o temperamento como maior qualidade, pois graças ao jeito tranquilo da Liz, é que não tenho nenhum tipo de trabalho com ela. Nem pra comer, nem pra dormir, nem pra sair, socializar, NADA!!!
E defeito eu disse: ela estar crescendo demais! Hehehehe...
Vou a cada minuto perdendo a minha bebê, ganhando uma criança. O que é maravilhoso, mas tenho certeza que vou sentir muita saudade dessa fase do primeiro ano! Me conheço, vou querer arrumar o segundo logo, ahahahaha...

São oito meses de bônus! Nenhum ônus, nenhuma reclamação a ser feita!!!
É tanta felicidade que chega a doer meu peito!!
Como podemos amar tanto um ser humano? Mais que a nós mesmos!
Eu amo demais essa "sera humana" da minha vida (eu falo assim com ela e gargalhadas eu ganho!! Hahaha)

Filha, você é uma mágica no meu mundo!
A mágica que fez o amor absoluto ser eternizado e meu sorriso se congelar no rosto! 
Com a sua chegada, eu nunca mais chorei de tristeza!!!
És a minha vida, princesa!
=)

sábado, 21 de setembro de 2013





E no último dia de inverno, que de inverno não teve nadíssima, o dia foi recheadinho de coisas deliciosas com minha boneca de porcelana!!
Papai foi trabalhar o dia todo e por isso ficamos grudinhas, só nós duas!
De manhã teve reunião do berçário, a minha primeira reunião de pais, como mãe, depois teve almoço, comprinhas, banho gelado ao chegar em casa, sonequinha agarradas, lanchinho saudável e fresquinho, aí nos arrumamos, fomos para o Chá de bebê da Clara, voltamos, papai deu a janta e  brincou bastante com a princesa, daí banho de novo, mamá ploft! Uma nenê capotou! Hahahaha, agora é atéééé amanhã de manhã! Dorminhoca gostosa!
Jantada (com massinha feita pelo meu chef) e de banho tomado, merecidamente vou descansar o corpitchos congelando-o no ar condicionado!!! Eeeeeeee!!!
Amanhã, no primeiro dia da primavera, tem muito mais com a tia Cá, tio Dan, bebê da barriga, tia Thá e tia Bia!!
Quanta gente querida pra comemorar o oitavo mesversário da minha Lili!!!
;)

quarta-feira, 18 de setembro de 2013


TRIapaixonados!


Nosso jantarzinho a dois de ontem!


Há três anos, a essa hora eu estava iniciando meu Dia da Noiva, cheia de expectativas, ansiedade, pensando num futuro mágico ao lado do meu noivo!
Em poucas horas, ele seria meu marido, o amor da vida toda, pai das minhas crias!
Tudo aconteceu!
E foi ainda melhor do que sonhei!!!
Que delícia de casamento, o meu!
Obrigada, Senhor!

segunda-feira, 16 de setembro de 2013




Um dia lindo está chegando!!
Preparando tudo pra ele!!
;)




Hoje estou "prazamigas"!!
E claro que a minha melhor tinha que estar aqui!
Sexta ela veio me mostrar a barriguinha de 4/5- 5 meses!! Já tem barriguinha saltadinha, visível, que delícia!!!
A Cá já está totalmente com cara de mãe, jeito de mãe, tudo de mãe!! A gente vai mudando tanto na gravidez não é? Mágico!
E já temos uma deliciosa perspectiva (palpite) do sexo do bebê!
Volto pra anunciar na confirmação da ultra!!!
Eeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeee!!!
Cá, eu e Lili amamos vocês (2) imensamente!
É perfeito saber que vamos morar perto, criar as crias juntas, fazer tudo juntos!!!
Você está especialmente linda de grávida!!


(Foto de celular não tem vez, mas tá valendo...rs)

Incrível como existem pessoas que aparecem em nossas vidas para viver coincidências fantásticas!
Eu e a Bi temos muito disso!
Sou do dia 01 de agosto e ela do dia 04! Leoninas determinadas! Rs...
Ficamos grávidas juntas!
Minha filha nasceu dia 22 de janeiro, a dela dia 23 de janeiro, têm a mesma idade!
A minha mãe faz 53 anos dia 22 de setembro, a mãe dela faz 53 anos dia 23 de setembro!
Hahahahahahahaha...
É tudo muito igual com a gente!! Muito gostoso, porque o fato é que acabamos sentindo as mesmas coisas/emoções nos mesmos dias...
Arrepiante!

domingo, 15 de setembro de 2013




Adentrando no home!


Fase deliciosa essa dos seis-sete-oito meses!!
Foram os meses de grandes desenvolvimentos e descobertas da Liz!
Com cinco ela ja havia aprendido a sentar!
Aos seis começou a tentar engatinhar e conseguiu ao final do sexto mês!
Com sete, começou a ficar em pé em todos os lugares onde encontra apoio.
Agora, próxima a completar oito meses, já se debruça na grade do berço ( pavor meu, haha), colocamos o estrado no chão, abaixo do último nível (mandamos fazer um furo extra) e mesmo assim ela consegue escalar, subir e debruçar!
Hora de pensar na caminha!!!;)
Também fica em pé e "anda" se apoiando, por exemplo: se o objeto que ela quer em cima do sofá está a cinco passos, ela se apoia e vai indo pro lado se segurando e dando passos de lado, hahahahahaha...incrivelmente esperta!!
Bate palmas na maior felicidade, dança assim que toca qualquer música ( a dança dela é mexer as mãos e balançar o corpo, muitoooooo linda!!!), manda tchau e pegou a mania deliciosa de querer me beijar na boca!
Eu dou o rosto, ela quer a boca!!! É uma delícia aquela boquinha linda babada me beijando na maior força do mundo, hahahahahahaha...minha princesa!
A fase é de sustos e medos, quedas contantes, o chão precisa ser sempre observado pelas pequenas coisas que caem ou que a Petit traz do quintal, os móveis estão horrorosos porém protegidos, MAS a Liz ja sacou que dá pra tirar a proteção (perdidos. com), hahahaha...
Qualquer apoio tem servido de sustentação pra ela ficar em pé e tentar andar...
São os dois olhos em cima dela, sem piscar, o tempo todo!
Fora o entendimento dela sobre tudo!
Hoje mesmo eu estava brincando com ela.
A tampa do copo de transição estava na brincadeira!
Eu falava: " Tampinha pra Liz, tampinha pra Petit", quando eu dizia tampinha pra Liz, ela colocava na boquinha dela, "tampinha pra Petit", ela colocava na boca da Petit, hahahahahaha...
Quando ela quer algo e eu não a deixo pegar, ela faz um pouco de draminha, kkkkkkk...choraminga ou faz carinha de princesa pra eu morrer de dó. Fico firme e falo" não pode, isso não é de brincar...", ela entende rapidinho que o negócio apertou e nem insiste mais, hahaha...
Na escola, se ela está de costas quando a busco, apareço na porta e falo oi pras profs, ela ja escuta minha voz e vem "correndo", engatinhando, até chora de tanta emoção em me ver...quase choro junto, lógico! Rs...
Quando escuto o Luiz chegando em casa (motor do carro na garagem), eu falo: " Papai chegou!", ela olha imediatamente pra porta, empolgada!!!
E dessa maneira, a Liz está uma fofa completa e repleta!
É linda, simpática e tá nessa bênção de fase!!
Gente, como é bom!
Como é bom viver as fases, o crescimento, as mudanças...
Como é bom ser mãe!!
Como é bom ter filho (a)!!!
E filho(a) fofo(a) então...
#SONHO


sexta-feira, 13 de setembro de 2013





De uniforminho e tudo, lá vai ela encantar a todos na escola!!!

Minha mini diva!
=)

quarta-feira, 11 de setembro de 2013



Hoje, antes de sair de casa, passei pela TV que estava na Globo (raro, mas de mãnhezinha o Luiz assiste jornal) e peguei o programa da Fátima Bernardes no meio, ela ligou para a atriz Juliana Paes, que teve  bebê há poucos meses e aí comecei a me situar do assunto. Estavam falando de sono (se não for exatamente isso, sorry...vi rápido e logo tive que sair. Quem assistiu que me corrija!),  e aí a Juliana falava da sua falta de sono, não por opção, mas sim pela vida de mãe de bebê!
Deu para sentir na sua voz o desgaste, o cansaço, o desabafo embutido. O bebê dela mama a cada duas horas- inclusive na madrugada- e solicita uma demanda grande de leite. Ela dizia que o sono da mãe deve ter uma proteção divina a mais, pois como que uma mamãe pode estar bem fisica e mentalmente se não dorme?
Logo a Fátima falou um pouco da situação dela há alguns anos, de ser mãe de trigêmeos! Como era difícil amamentar os três, dar complemento, etc. Que várias madrugadas ela batia papo com a babá, assistia filme, pois perdeu a referência de hora de dormir, hahaha...
O fato é que vivi muito pouco disso. Lili logo passou a dormir a noite inteira sem pedir pra mamar e eu confesso que fiquei muito aliviada com esse processo natural, pois AMO e preciso dormir para ter um dia feliz e produtivo. Quando estava grávida e as pessoas me aconselhavam" dorme!!!", me dava um pouco de desespero em pensar como lidar com a privação de sono, como eu faria para ficar disposta em cuidar da Liz...
Ufa!! Foi tudo tão diferente do que as pessoas me disseram ou do que eu via de algumas mães, ainda bem!!
Mas quando estava vivenciando essa fase- nos primeiros dias de vida da minha boneca-, sim!!! Senti muito sono, fiquei acabada, exausta, estressada! Durante o dia era quase impossível dormir porque eu não sentia o mesmo sono da noite. Além disso, tinha todo outro trabalho pra fazer: a ordenha, receber visitas, cuidar da roupa da Lili que eu mesma fazia questão de lavar e passar, etc...
Chorei por não dormir! Só quem é mãe entende o por que desse choro. Estamos felizes em ser mães, mas ao mesmo tempo mal começamos e já ficamos exaustas ao máximo, chegamos no limite do cansaço, do estresse, da dor!
A Juliana Paes estava com a voz do choro, a voz do limite! A voz que eu tive no início e que a maioria das mães têm! Até hoje não conheci mãe disposta e radiante nos primeiros dias de vida do bebê. Seja o filho que for, exaustão pós- parto é pra todas, em todas as vezes!
Esse post talvez seja para minhas leitoras grávidas!  
Tem algo que ninguém conta a vocês, barrigudinhas! A gente espera voltar pra casa da maternidade pulando de alegria, vivendo uma felicidade inenarrável e NÃO É ASSIM!!!
Acreditem! É difícil explicar e difícil entender quando não se é mãe!
Só vai compreender exatamente o que eu digo quem parir e viver seus dias de baby blues!
E baby blues envolve tudo que causa desconforto!
Amamentar no começo dói, ficar sem dormir dói, ficar sem entender o choro do bebê dói, trocar fralda a cada hora dói, receber as primeiras visitas dói, se olhar no espelho dói, ficar dentro de casa dói, palpites alheios doem, dar de cara com uma nova vida que não é mais sua dói, abrir mão da vida de antes e assumir responsabilidades maternais dói! Tudo dói nessa fase, mas é como amamentar!
No início dói! Os dias vão passando e a dor vai sumindo e o leite aumentando!
Seria como comparar que o desespero que fica doendo dentro da gente ,por tanta insegurança do começo, vai dando espaço aos poucos para a completude que é tornar-se mãe!
De repente a dor vai virando  uma alegria imensurável e você passa a amar cada noite mal dormida, cada mamada, cada troca, cada banho, cada nova descoberta e olha seu filho como um pedacinho de Deus na terra!!! Não entende como foi feliz antes dele existir! 
O amor que nasce é realmente incondicional, nada igual!!!
E por trás daquela voz cansada da Juliana, fui pensando nisso tudo!
Tenho certeza que quem é mãe e assistiu também ao programa, pensou, refletiu, se identificou!
E de repente estava eu desmanchada em lágrimas! Uma emoção de ter passado por tudo isso (pouco, mas passei e todas passam) , ter experimentado de tudo, ter me desesperado no começo e ter visto dentro desse mesmo desespero o meu maior amor....
Hoje eu não seria mais quem sou sem a minha filha!
Ela é meu tudo por toda a minha vida!
O amor que sinto pela Liz chega a me matar e me ressuscitar ao mesmo tempo! É muito louco de entender, eu sei...mas amor de mãe não se entende! Se vive!!

A todas as recém mamães, e às grávidas...
Força que o melhor e o maior amor do mundo está por vir!!!

sábado, 7 de setembro de 2013


Mais um encontro das "bestezinhas- minis"!


Liz, 7 meses e 16 dias
Martina, 7 meses e 15 dias

Além de serem companheirinhas desde aS barrigaS, se encontraram na maternidade e têm os olhos claros, as duas!
Lili azul céu, Martina azul mar!! Compram por coincidência as mesmas roupinhas, nas mesmas lojas, as duas se parecem com as mamães ( Lili mais porque a Martina foi camarada com o papai e pegou uns detalhinhos dele. Liz não quis nem saber do papai, rs...), são risonhas, alegres, dóceis, meigas e a partir do segundo ano de vida vão sempre fazer festa de aniversário juntas!!! Amizade gêmea!!!
( Não tive gêmeos, mas Deus colocou a Martina no meu caminho e a Liz no caminho da Bianca, pra que a gente pudesse curtir essa sensação de ter filhas nascidas e criadas juntas, comemorando até o aniversário juntinhas...)
Lindas!!
Ta aí uma amizade da vida toda mesmo!! 
Que delícia hein, bonecas?!
;)

sexta-feira, 6 de setembro de 2013


Nem dodóizinha minha princesa chora, reclama, enjoa...NADA!!!
Tenho certeza que ela não é ser humano! É boneca mesmo, como todo mundo acha e Deus não quis me avisar. Deixou que eu descobrisse isso sozinha!
Filha perfeita da mamãe, como você pode ser assim?


Veio uma otitizinha por aqui que não durou nem três dias.
Além de linda, super forte e bem humorada pra encarar as dificuldades!!

Te amo tanto que me esqueço em ti!!
Pra sempre!




Morro por você, boneca!

quarta-feira, 4 de setembro de 2013



Sabe aquela amizade que te deixa leve?
Que te faz rir até doer a barriga, que te coloca sempre pra cima, que te sacode, que te deixa animada logo cedo, que te entende até nos detalhes silenciosos, aqueles detalhes que a gente dispensa em contar, mas que aquela amiga consegue captar!! Aquela amizade que te respeita, que te espera, que é calma, serena, tranquila, pacífica,que não te deixa se enganar,  que te faz críticas tão concretas que você fica feliz o resto da semana, aquela amizade que te ensina, te inclui, te chama para estar sempre ao lado, mesmo que fisicamente isso não seja possível. Aquela amizade transparente, sem mácula, sem chateações, sem dias ruins, sem más interpretações, sem entrelinhas, amizade que transparece até o que se "esconde" dentro do coração...
Amizade adulta com alma e travessura de criança...
Uma amizade que independente da fase ( eu na fase da fralda, ela na fase da baladinha), tudo se encaixa, se sintoniza de maneira perfeita!!
Essa é a minha amizade levinha e gostosa, com o nomezinho de Gerusa!!
Amiga maravilhosa que Deus colocou no meu caminho profissional e hoje faz parte do meu pessoal, íntimo e particular!! Eeeeeee!!!
Amizade que quero levar para a vida toda!!
Por isso hoje estou aqui para agradecer ao meu bom Deus pela vida dessa amiga tão amada!!
Obrigada Deus por dar de presente a mim, a presença tão iluminada da Gê na minha vidinha!
Parabéns, Chuchin!! Trintar nesse estilo não é pra qualquer uma!!
Amo você até o fim!!
Deixe a janela sempre aberta pra mim!!
Hahahahaha...

Feliz niverzinho!


domingo, 1 de setembro de 2013



Foi apenas uma noite longe  da nossa Lilinda.
Ficamos preocupados em levá-la ao casamento da tia Cá e perturbar a rotina de sono dela. Barulho, tumulto, luzes, muito paparico (que é gostoso, mas em excesso assusta, rs...).
Então decidimos deixá-la na vovó. Ela adora, vê a vovis e já fica toda empolgada!
Mas não adianta! Mãe é mãe. Pai também!
Nossa boneca não aguentou a nossa ausência física! Teve febre! Sua primeira febre na vida!
Assim que chegamos de viagem, na hora do almoço, batemos o olho nela, antes de pegá-la e já sabíamos que algo estava errado.  Estava quieta, sorrisinho leve, olhinhos baixos, pouco entusiasmo...Assim que a levei pro meu colo, ela estava muito quente.
Coloquei o termômetro e era febre mesmo! Daí  foi banho, anti-térmico, mamá da mamãe, colo, grudinho, carinho do papai, sonão de duas horas e a Liz acordou novinha em folha! Sem febre, sorrindo, brincando, o normal dela! Graças a Deus! Tudo não passou de uma febre emocional.
E a moral dessa história toda é a seguinte: a saudade doeu muito em nós três! Ficávamos assistindo os vídeos da nossa boneca o tempo todo, até na hora em que chegamos da festa, 4 da madruga. Não foi fácil, o pensamento só ficava na Lilica!!! E depois minha mãe me contando sobre o comportamento dela ontem, disse que ela sempre olhava procurando algo, procurava o peito nela e chorava...(jeito dela sentir saudade).
Conclusão? Nunca mais vamos viajar sem ela! A gente sofreu de lá, ela daqui...para que passar por isso?
Na próxima viagem, principalmente se for durar mais de dois dias, vamos levá-la e tentar adequá-la à situação da maneira mais cômoda pra nossa flor, nem que pra isso eu precise sair mais cedo de onde estiver!!
Talvez a de ontem não precisasse mesmo levá-la, foi vapt vupt...mas valeu pra gente experimentar e não repetir mais a dor! Ficou a resposta de que não podemos mais nos separar, em hipótese alguma!
Não existe condição psicológica pra enfrentar o correr das horas e principalmente da madrugada sem a minha filha! Sem ir no quartinho vê-la dormir feito anjo!
E o maior presente de hoje, além de voltar e reencontrá-la, é claro, foi ouvir mamãe!!! Siiiiimmmm!!! Ela falou mamãe!!! E na hora do jantar ficava dizendo: " mamã, papá, mamã, papá", hahahahahaha...arrepiamos de tanta emoção!!!
Nunca mais na vida viajo sem você, meu amor!
Meu ar falta na sua falta!
=)