segunda-feira, 19 de agosto de 2013



Fiquei o fim de semana todo estudando essa síndrome que acomete uma aluna muito querida!
Li sobre, assisti a alguns vídeos, ouvi relatos e quanto mais eu buscava, mais me interessava por entender a cabeça de uma pessoa com a Síndrome de Tourette.
O incrível foi que nunca percebi nada demais na minha aluna. Achava que ela tinha uma mania apenas, de fungar o nariz, mas até então que mal há nisso na infância? Um hábito que se tira, uma mania que se esquece, uma ação que se faz em momentos de nervoso...
Mas não! Da fungada de nariz, enxerguei junto com as outras professoras, outras diversas "manias" esquisitas que são involuntárias. Ela não quer fazê-las, não quer ser assim, mas existe algo lá dentro do cérebro que a faz não ter controle dessas atitudes. É impossível de se controlar, não tem cura, mas se ameniza na idade adulta!!!
O que realmente importa é que minha aluna, assim como todas as outras crianças, adultos com esta síndrome e todas as outras síndromes do mundo, são seres humanos como a gente, são seres humanos felizes, capazes, educados, esforçados, vivem uma vida igual a nossa e em tudo somos iguais! Nada nos difere! 
Uma pessoa que nasce com Tourette (sim, é genético e se manifesta a partir dos três anos), é alguém, na maioria das vezes, carinhosa, atenciosa, próxima, característica que muita gente sem síndrome não tem!!
;)

Dois vídeos mostram um pouco a Tourette.
O primeiro, este aqui, é a síndrome manifestada já na infância e algumas crianças falam sobre ser alguém com Tourette.

Este segundo vídeo aqui já é infinitamente mais forte e pesado, causa bastante tristeza na gente, em ver o adolescente sofrer e a mãe viver toda uma situação sem controle, mas mostra bem a síndrome já bastante desenvolvida.

Quem quiser conhecer um pouquinho, vale a pena!!
Fica de exercício para amarmos mais, quem  realmente nasceu especial!
;)

Nenhum comentário: