sábado, 8 de setembro de 2012


Ter uma menina é especial, já dizia a minha mãe...

Eu sempre cresci escutando o quanto era especial se ter uma menina.
Escutava da minha própria mãe, que mesmo afirmando que o amor dos filhos é EXATAMENTE o mesmo(e de fato é), ter uma menina é algo especial. Ela dizia isso para as amigas, para mim, desejando que um dia eu tivesse a minha e para meus próprios irmãos, quando eles preferiam jogar bola a ficar no colo dela. Já eu sempre ficava no colinho...
Depois tinha meu pai que a vida toda quis ser pai de uma menina. Quando descobriu que minha mãe esperava gêmeos na sua primeira gestação, não escondeu a vontade que pelo menos um bebê fosse uma florzinha. O resultado do ultrassom deu que eram dois meninos. Um claramente visto e o outro, como estava "escondido", ficou pressuposto que também era um meninote. Tudo bem. Ele ficou feliz e disse que mais para frente poderiam tentar uma menininha.
Eis que chega a surpresa no último mês de gestação e lá se vê uma meninão e uma meninonA! Meu pai tornou-se o homem mais realizado desse mundo. Foi com minha mãe trocar todo o verde  por rosa(o enxoval era verde e azul) .
E aí cresci como sendo a protegidinha, a queridinha, a mimadinha, a poupadinha, tudo "inha", enquanto meu irmão, que apesar de ter a mesma idade que a minha, era o "aõ" e deveria me proteger, me dar a vez, etc, hahahahaha...
Quando nasceu o Dudú então, meus pais me fizeram ainda mais do xodozinho da casa. E fui crescendo com a ideia de que ter filha era mais especial do que ter filho, pelo menos no tratamento lá de casa...
Lembro que há 9 anos, quando minha tia engravidou pela segunda vez, com uma diferença de 9 anos entre o outro filho, ela desejou tanto uma menina que antes mesmo de confirmar o sexo, a menina já era a Maria Eduarda, o quarto seria lilás e ela seria "morena de olhos claros"...
Via que as pessoas olhavam para a barriga dela e diziam: " Vem outro menino por aí, hein?" e ela torcia o nariz, dizia que era menina com certeza!!!
Quando confirmou-se que era O FELIPE, foi claro aquele momento de decepção que ela teve de viver pelo menos por uns dias, até claro se apaixonar pelo seu pequeno príncipe (nosso amorzinho que já é amorzão. (O primão que vai proteger a priminha Lili).
Então pelo menos na minha família, vi muito esse toque especial de se ter/querer uma menina...
E juntou isso, mais minha vontade, mais meu jeito de ser, mais o sonho lá no fundinho de mim de querer minha menininha, em algum momento da minha vida. Se não fosse nesta, numa próxima gravidez  tentaria uma menina, nem que fosse com a força do desejo!
Aconteceu também que me casei com um gentleman todo amoroso, romântico, protetor, detalhista, carinhoso, delicado, sensível que sempre desejou ser pai de uma menina. Enquanto os futuro-papais queriam jogar bola com seus filhos, ele queria levar a filha ao jogo de tênis, ao teatro, ao piano...
Brinco que Deus olhando nós dois, percebeu que não teria como não nos presentar com nossa menina. O desejo em comum era forte demais!!=) ( E só temos a agradecer, pois Deus nos deu tudo, absolutamente tudo o que sonhamos até hoje enquanto casal e agora pais!)
E aí, ao descobrir que do nosso amor e desse desejo imenso tivemos- teremos nossa menininha,é claro que o meu mundo passou a ser rosa e se chamar Liz!
Não tenho outro assunto, outro pensamento, outra vontade de conversar que não seja sobre minha filha!
Devo ficar até chata e monótona aqui no blog, eu sei! (So sorry, poucos e bons leitores que me leem nesse blog privado e personalizado com a Liz, rs...)
Mas é mais forte do que eu...a minha vida é a LIZ! E a LIZ é o meu sonho realizado!
É uma empolgação que não cessará nunca!
Estou mesmo vivendo na pele, desde já o sabor especial de ser mãe de menina.
As roupinhas são muito mais fofas, os detalhes são infinitos, os sapatinhos são muito mais variados, os projetistas, lojistas e etc quando perguntam: "menino ou menina?" e tem como resposta a segunda opção, falam: "Oba! Então temos muitas coisas para ver...".
A reação das pessoas quando sabem que é menina muda. Elas nos tratam com mais delicadeza, mais proximidade e começam a querer a dar mil ideias, já que meninas "podem" ter muito mais enfeites...
E desde que descobrimos que esperávamos uma girl, um filme rodou na minha cabeça...
Ela será sempre uma companheira minha e do Luiz. Estará sempre ao nosso lado, será sempre próxima, ligada em todas as fases. E mesmo na fase adulta, ela que trará o nosso genro para perto da gente, ela que formará sua família junto de nós...
Como diz o Domingos, que será pai da Martina (filhinha da Bianca, que está grávida junto comigo): "Não seremos abandonados nunca!"...nós quatro, que seremos pais de meninas!!! Ele já tem dois meninos adultos e se queixa desse "abandono" natural que os pais de meninos sofrem na vida adulta deles...
Não foi à toa que Deus fez a mulher maternal. Desde o ventre uma menina será sempre maternal e mais ligada à família!!! =) - Vide em casa quem ficou grudada na mamãe depois de crescer: eu! E o Luiz por tabela, risos...
E depois, além dessa grandeza, têm todos os detalhes que fazem de uma menina um serzinho especial: a voz sempre fininha, doce, delicada; o jeito menos agitado de ser;  um carinho que não se acaba nem quando ela vai crescendo, uma vergonha de crescer e mostrar os pais que NÃO existe, as mãozinhas sempre pequenas e macias, uma cabelo sempre comprido que é pra gente mexer, acariciar, fazer mil tranças, desfazer e ter todo esse cabelo jogado no rosto, cheirando à menininha..., o encanto da vaidade de querer ser cheirosinha, não sujar os pés, ter nojo de minhoca e etc...a sorte de ter uma mini-cabeleireira em casa desde pequena que adorará mexer no cabelo da mamãe( na escola, muitas alunas são minhas cabeleireiras e os meninos acham isso o Ó, depois que chegam nos 6, 7 anos, hahahaha, mas acho essa desencanação dos meninotes um barato!!! Lembro dos meus irmãos...), a oportunidade única de poder brincar de boneca depois de adulta, comprando e ganhando muuuuuuuuuitos vestidinhos do tamanho do antebraço, com meias calças, tiaras, coroinhas de princesa e tudo mais que vem num kit-boneca, hahaha...  Tantas, tantas, mais tantas outras coisinhas especiais que só no mundo das meninas se vê!!!
Muitas alegrias ainda estão por vir com essa pequena na nossa vida!!
Hoje compramos as tintas do seu quartinho, a faixa de papel de parede e é tão delicioso pegar a paleta de cores e ir direto nos mil tons de rosa...pra mim definitivamente, é tudo brincar de BONECA!!
Eu monto o quarto da Lilica como se estivesse montando uma mundo encantado de uma princesa... 
Até alguns móveis do quarto meu amor quis que tivessem um toque rosê! Ele fica encantado, seus olhos brilham...
E é incrível como Deus dá a cada um o "filho certo", aquele que será o filho sonhado do pai...
Chegamos nas lojas e meu amor já tinha anotadas todas as medidas de tudo no quarto da Liz e as fotos de todos os detalhes de todas as cores, quando alguém me perguntava algum tom, eu tentava explicar e lá estava o meu amor, prontíssimo com a cor na mão, falando: é esse rosa pastel...
Hahahahahahaha...
Perfeito pai de menina!!!
Por isso não tem jeito mesmo. A nossa felicidade tem nome e cor: É Liz e é rosa!!
Como falar de outra coisa que não seja sobre ela?!
(Impossible)
=)

4 comentários:

karina disse...

Rê, fala sério! Até chorei com esse post. Você escreve para emocionar...tomara que a Liz herde isso de você. Muito lindo e dá ainda mais vontade de ser mãe e de meninaaaaaaaaa....
Tbm é meu sonho nunca escondi....acho que toda mulher devia ter uma menina para saber como é ter essa boneca que nunca te abandonará. E isso é a mais pura realidade pois em casa somos em cinco, três homens e duas mulheres...cada irmão meu foi para um anto com as esposas e sobramos eu e a Dani. A Dani mesmo casada com filhos ta sempre na minha casa com meus pais e meu cinhado tbm...é bom demaissssssssssssss
Você é linda demais e só poderia ser mae de uma emninha fofaaaaa
Vc e o luisss....
É totalmente compreenssível que vc só fale da Liz...e eu amoooooooooooooooooooo pq esse é o blog que impulsiona ainda mais a gente a querer uma meninaaaaaaaaaaaaaa
beijos

Renata G.F. Scarpino disse...

Ká!! Você sempre fofa!!
Deseje muito e coloque sempre a Deus suas reais preferências. Se for da vontade Dele, seu sonho será alcançado.
Mas se não for, um princepezinho com certeza preencherá esse espaço vazio no seu coração. As mães quando descobrem o sexo, descobrem também que aquele era o sexo que elas tanto queriam...=)))) Boy or Girl!!!

No meu caso, o sonho antigo deu certo...Deus atendeu minha real preferência!!!
Mas se no futuro vier um menino, também será outra empolgação, hahahaha...
É que ser mommy é simplesmente perfeito, de qualquer jeito!!!

Beijão!

Fabiana F. Pazelli disse...

Eu amei esse pots. Vou copiar e colar, pode? Rs...vou mandar para meu marido, ele tbm sempre quis uma menina e sabe todas as cores de menina kkkk
bjsssss linda.

Karen Maria disse...

Querida nora, a nossa Liz, tão esperada e tão amada que já está sendo, não vejo a hr de ver a carinha o corpinho, o cabelo..´pés...mãos...cheiro!!! Me emociono só de pensar!
Beijos no teu coração e muito obrigada por vc gerar minha netinha!