domingo, 22 de julho de 2012





Livrote da vez!!
Comecei hoje e vou terminar amanhã.
Comentei com meu médico sobre este livro (comento todos que compro ou peço indicações e ele brinca que eu mesma faço meu pré-natal bem feitinho, hahaha) ele disse que adorou, que é perfeitamente possível fazer com que o método proposto pelo livro atinja sucesso nas famílias. Basta a força de vontade dos pais, determinação e paciência, pois é um método que só surtirá efeito dentro de algumas semanas e não da noite para o dia.
De acordo com a Suzi, a "encantadora" de bebês, mãe de cinco filhos, sendo os últimos gêmeos, o método funciona em 100% dos casos e é aplicável em bebês com pelo 4 kg, que estejam mamando 720 mililitros e que tenham pelo menos 4 semanas de vida, se forem bebês únicos ; 6 semanas, sendo bebês gêmeos e 8 semanas, se forem trigêmeos.
Aos 3 meses de vida do bebê,Suzy garante aos pais que seguem o método criteriosamente, uma noite de sono tranquila e feliz para eles e seu bebê. 
O baby dormirá 12 horas seguidas, dando aos pais (principalmente às mães) o direito de uma noite de sono gostosa, pois mãe com sono, exausta, acabada é mãe pouco saudável para cuidar de seu bebê como ele merece...e nem ELA merece se desgastar tanto!
Dentre tantos passos a serem dados para garantir essa tão sonhada e esperada noite de 12 horas, o ideal é amamentar o bebê a cada três horas ou duas horas E MEIA e não menos que isso. Se você estipula as mamadas para uma frequência de horas menor que isso, ele acaba mamando menos, pois não terá feito a digestão correta para seu funcionamento gastro-intestinal que ainda é tão sensível nessa fase. O bebê que mama pouco tempo é porque não está realmente com fome e ainda está com o estômago satisfeito, em processo de digestão. O ideal, dentro do método de Suzy é a mamada de 15 minutos em cada peito.
A forma de alimentar o bebê influenciará o sono dele, podendo atingir o da mãe...por isso é tão importante realizar todas as etapas sem perder a paciência e o foco.
Ela ensina, por exemplo, para bebês que acordam a cada duas horas chorando (e daí as mãe acham que é hora da mamada) a distraí-los quietinhos nessa meia hora ou uma hora faltante para a mamada na hora certa. Ensinam os pais a fazer com que seus bebês acordem à noite, sem chorar desesperadamente e brincarem quietinhos e sozinhos com o móbile do berço até dar a hora certa da mamãe levantar e dar o peito.
Essa importância de ter "hora certa" para tudo é porque bebês são serzinhos que acabaram de chegar ao mundo e não conseguem ditar suas próprias necessidades sozinhos, não são capazes de estabelecerem ao certo sua fome, sua dor, suas sensações...tudo é novo, estranho e ele precisa de regras, de horas que o organizem, que o façam de acostumar com uma rotina confortável que a mamãe oferecerá.
É claro que com o método sendo aplicado corretamente, quando se chegar à oitava semana (em bebês únicos), as mamadas noturnas serão realizadas quando o bebê solicitar, mediante uma rotina que ele já terá se acostumado, por exemplo.
Bem no início, as mamadas diurnas e noturnas têm hora certa porque o bebê precisa se acostumar com sono, com hora de acordar, com a sensação de fome, de saciação da fome, com o leite materno ou a fórmula (em caso que não se consegue ou não se recomenda pelo médico a amamentação no peito)..tudo no início é uma adaptação ao bebê!
Depois,quando tudo estiver bem adaptado por toda a família, o bebê já será capaz (na oitava semana em diante, se seguir o método da Suzy) de manifestar uma real fome, fome esta que será saciada em maior quantidade de alimento e por isso com menos frequência.
É a mesma coisa com nós, adultos. Se comemos pouco no almoço, 1 hora depois teremos fome.
Se almoçamos bem, a ponto de de saciarmos todo nosso apetite, a fome virá bem depois.
Os bebês não são diferentes. Aí então, é hora das mães relaxarem e esperarem que o próprio bebê peça seu alimento, sem ter que ir a cada três ou quatro horas oferecer o peito...
Seguindo as recomendações do método de dia e de noite, na oitava semana em diante, o bebê começará a pedir o leite apenas uma vez à noite, até definitivamente não pedir mais...o que significam as 12 horas seguidas de sono que a Suzy tanto propõe e afirma dar certo.
Deu certo com todos os filhos dela e com todos os bebês que ela treinou e treina.
Hoje, lá nos Estados Unidos ela trabalha como treinadora de bebês, ensina-os a dormir em algumas semanas e logo vai embora, delegando a continuação da missão aos pais. Segundo ela, até hoje não houve nenhum caso de insucesso, mesmo com pais de trigêmeos, quádruplos...
Amei! E estou amando ainda mais porque eu sei dentro de mim que alguns passos, mesmo antes do meu bebê nascer já estão dados: sou perseverante, paciente e não consigo desistir sem atingir o sucesso dos meus objetivos...além disso, tenho uma facilidade enorme em acordar cedíssimo.
Todo mundo me fala: "Durma bastante agora, porque depois nunca mais..."
Então eu penso que Deus já me preparou para ser mãe desde sempre. Gosto de dormir cedo e acordar mais cedo ainda...isso, definitivamente não será um desgaste para mim!!
E para meu amor também...
Costumo dizer que já nascemos meio velhos...a gente adora ver um nascer do sol em pleno domingo, risos...

=)

2 comentários:

Juliana Marchioro disse...

Será que dá certo amiga???

Minha pequena tem uma rotina super tranquila, e dorme super bem a noite. Mas preciso confessar que a ideia de ver minha pequenina dormir 12 horas seguidas me causa pânico rs...
E outra, essa coisa de bb mamar 15 minutos em cada mama aqui em casa NUNCA aconteceu, a Laura mama em média 5 minutos e em uma mama só. As duas ela só aceita antes de dormir(a noite). Mas quero super entender melhor o que essa Suzi quer passar pra gente, quem sabe ela consegue mudar minha opinião e relação ao sono após a chegada dos filhos :)


Beijinhos

Renata G.F. Scarpino disse...

Com ctza pode mudar, Jú!!!
12 horas de sono para o bebê é saúde!!
E isso é perfeitamente possível!!
Minha mãe não leu a Suzi, rs...mas na época de cuidar de gêmeos, ela conseguiu uma noite sossegada por muito tempo comigo e meu brother!!
Bjos!