quinta-feira, 26 de janeiro de 2012



Dias de Glória



Dias maravilhosos ao lado dos 160 colegas de profissão, com o encanto em pessoa chamado Vivi Tuppy, a terapeuta que iluminou nosso caminho para iniciar o ano letivo!!
Que pessoa mais linda!! Aprendemos muito a resgatar (e muitos a criar) sensibilidades que estavam apagadinhas dentro de nós. O olhar o outro com os olhos do amor, o transformar para mudar, o atender, o seguir a intuição que é a nossa voz interior, o nosso silêncio pedagógico, o exercer a inteligência, o abrir mão de querer ter a razão ( " A razão é a imperfeição da inteligência - Sto Agostinho), o desapegar da lógica, da prepotência, do conformismo, da estagnação do corpo, da alma, da cabeça vazia e sem criatividade, o saber ampliar, multiplicar, tornar humano (o processo de humanização que foi tão falado nesses dias), o consolidar o elo da confiança entre nós e nossas crianças, o respeitar a pausa necessária que precisamos ter enquanto seres que passam conhecimento, o respeitar limitações nossas e dos nossos alunos,   a ação do professor cuidador que não só faz seu papel de ensinar sua matéria, como ensinar valores, transportar princípios, pontuar o mal, o bem (arrancar nossas crianças da mercantilização e consumismo e voltar o foco à humanização - mais uma vez), o comprometer-se, o cooperar, o trabalhar junto e tanta, mais tanta experiência positiva, que eu passaria posts e mais posts escrevendo...
De experiência física e concreta, fomos presenteados por DEUS e pela Irmã Helenice, quem criou  todo esse projeto reconstrutor e fortalecedor.
Tivemos que nos dividir em equipes e cumprir uma missão. Fomos por em prática toda essa lição de vida humana em lugares onde nos esquecemos de olhar com mais atenção. Então fomos no Cantinho do Céu, na Casa do vovô, no Lar São Francisco de Assis, no HC, na Creche Montana, na rodoviária e até mesmo ao shopping.
Em cada lugar, o propósito era único: levar o amor. Olhar nos olhos, sorrir com a alma, estender a mão, dar abraços, acolher, ensinar, aprender... não se limitar a dar apenas bom dia ao funcionário do shopping, mas conversar com ele sobre seu trabalho, sua experiência de vida, suas necessidades, seus sonhos...
Na creche, levar alegria a cada criança, e aprender com "aquela menininha, a M." de seis anos que não tem os dois braços e almoça com os pés!!! Uma menina que dá uma lição de maturidade em muitos adultos.
Numa carta escrita a Deus (atividade pedagógica), ela não pediu braços! Ela pediu que Deus a ajudasse a ser mais prestativa para com sua mãe, pois nas vezes em que a mamãe pede pra M. arrumar a cama, por as coisas no lugar, muitas vezes a preguiça a consome e ela enrola um pouquinho... 
O que dizer num momento desses? O que pensar? Como respirar com calma, como não chorar?
(...)
Os pacientes em fase terminal do Lar São Francisco nos mostraram quão valiosa é nossa vida.
Os velhinhos dos asilos nos ensinaram a lidar com o tempo...
E assim, em cada lugar colhemos um fruto doce e esperançoso.
Estou ainda toda comovida, tocada, sensibilizada, em processo de transformação interior...

Reclamamos tanto da vida, pedimos tanta coisa a Deus, vivemos na ignorância, no egoísmo, na arrogância e quando vemos uma criança como a M. dando essa lição, um paciente no fim da vida, sem esperança de sobrevivência ou um velhinho que agradece a Deus porque no asilo ele tem cama, amigos, lembranças e comida...é aí que percebemos como não somos NADA!!!
Ao final do dia, depois de vivenciar tantas experiências, muitos olhinhos que estavam atentos naquele anfiteatro imenso não se contiveram e desabaram. Os meus se incluem!! Chorei copiosamente...mas quem mais chorou não foram meus olhos, mas foi minha'lma...meu coração estava aos prantos, numa mistura intensa de emoção, dor, felicidade e tensão...
Refleti muito a minha vida e hoje estou mais do que nunca convencida de que não poderia estar num lugar melhor para trabalhar, aprender, crescer, me desenvolver...
Como disse uma das professoras do Santa Úrsula, temos que ser gratos ao colégio que nos proporciona não apenas treinamentos pedagógicos, status (de trabalhar lá) e salário, mas que nos oferece treinamento para a vida, humanizado mesmo (o valor ao humano), para sermos não só educadores melhores, mas pessoas melhores!!!=)
Treinamento este, que estamos pensando em dar também a muitos pais, que precisam se lembrar que são pais, que também educam e que, juntos com a gente (o COOPERAR), podem educar seus filhos para a VIDA e não para o MUNDO...

Vou deixar aqui quatro brilhos:

A música linda cantada pela Daiana (professora de música do Infantil...voz da Sandy), mas aqui está na voz doce do Movimento Escalada:




Dois vídeos com letras de músicas perfeitas.
O primeiro cantado na missa (uma das minhas preferidas da missa...sempre choro!!) e  o segundo num contexto que só nós que estávamos lá poderíamos compreender o sentido e emoção que essa canção nos traz:








E o blog da querida Vivi Tuppy, a terapeuta que nos motivou e ajudou nesses dias de glória.
Quem se interessar, ficará encantado!!=)


http://vivituppybioterapeuta.blogspot.com/



4 comentários:

A. disse...

Olá Renata. Já explico quem sou, logo embaixo;...
É querida.
Você não está em qualquer escola mesmo.
Trabalhar no Santa Úrsula é um presente de Deus e nessa escola só entram os enviados de Deus, aqueles que Ele convida a construir um mundo melhor através da inocência de crianças...
Isso é impagável e não se explica.
Minha irmã trabalha no Sta Úrsula de Sorocaba e também é feliz assim, como você...
Só estando lá para saber quão feliz é um professor. Por tudo: por um salário justo, por uma proposta pedagógica impecável, por um processo de humanização que como vc disse é bem pautado, por um espírio de luz presente que mantém a chama acesa até mesmo nas adversidades.
Dê graças aos céus por esse trabalho, lugar onde você poderá construir histórias, solidificar a sua e até dos seus filhos que serão alunos seus....isso é belíssimo, Renata.
Sou professora da escola pública em Maringá. E achei seu blog por acaso fazendo uma pesquisa sobre psicologia infantil e vc fez uma semana da criança de tirar o chapéu. Que categoria, que ciência do assunto....meus parabéns.
Tenho 49 anos e gosto muito de ser FP. Sempre recusei escolas particulares por estar garantida no governo. Mas sempre falei que o único colégio que eu trabalharia, correndo o risco até de exonerar meu cargo seria no Santa Úrsula.
O valor humano dessa escola é o maior em termos de educação.
Sorte, sucesso e muita luz nesse caminho.
Me apaixonei pelo seu blog!!!!!!!!!!!!
Abraços.
Angela.

Lilian Amorim disse...

Re, estou emocionadíssima com essa vivência que tiveram. Sem dúvida nenhuma uma lição pra vida inteira.
Que tudo deve ser este colégio! Não o conheço, mas depois de tudo que a Angela escreveu, deve ser muito especial trabalhar num lugar assim e é claro que escolheriam alguém à altura, não é mesmo?
Vc merece estar onde está.
Um super beijo minha amiga e sucesso sempre!

Renata G.F. Scarpino disse...

Ângela!! Que comentário mais lindo o seu. Fiquei muito feliz ao entrar aqui e me deparar com essa surpresa tão gostosa!! Primeiro, muito obrigada por isso!!
Depois, quero parabenizá-la também por ser professora de escola pública. Você é uma guerreira, que dia-a-dia, luta por um mundo mais justo, por crianças mais humanas e jovens mais conscientes. Tenho absoluta certeza de que muito mais que a garantia do estado, existe o pulso de ainda acreditar que a educação salvará o mundo, que fazendo sua parte, você formará cidadãos melhores. Se não fosse esse ideal, tenho certeza que você e tantos professores da RP já teriam abandonado o barco há muito tempo. Eis a diferença de um educador cuidador, que vê o mundo com os olhos do amor e o educador servidor, que apenas presta serviço em troca de misérias...
De fato, ISU é um sonho de todo professor. Principalente os cristãos. Fico orgulhosa de estar lá. Mas adimiro o que você precisa fazer no seu trabalho que eu não preciso: sacrificar-se!
Com o sacrifício é que nos tornamos melhores!!!=)))

Liiii!!!
Linda!!!
Muito obrigada por suas encantadoras palavras de sempre.
Palavras sinceras de uma amiga que eu adoro tanto...
Você não faz ideia de como me faz feliz ler cada comentário seu!
Sorrio de orelha a orelha quando entro no e-mail e vejo que a Lilian Amorin me deixou comentário no blog...=))))
Sucesso e luz divina SEMPRE em sua vida e na do Davi!!!;)

Beijos, queridas!!

Vanessa_Oliveira disse...

Nossa que experiência única ...
vcs educadores merecem
Mil beijos Rê ***