domingo, 19 de junho de 2011



É preciso tomar cuidado com as palavras que se usam, como "culpa", "é", "não é", "nunca","sempre", "tudo"...
Se alguém acha que culpei alguém de algo, por favor me diga quando, como foi e por que.
Te liguei? Te escrevi? Fiz algum post acusador? Te apontei? Mandei uma carta te intimando?
(Você não me conhece tanto pra saber que não perderia meu tempo com isso e coisas tão pequenas.)
Culpar é apontar diretamente, é acusar ( e de preferência com provas na mão).
Se eu tivesse que culpar alguém, antes eu buscaria provas, depois, o faria de forma discreta, que é como ajo em tudo em minha vida, sem alardes e  sem circo!
E vou acrescentar uma informação a esse post retórico que talvez não tenha (ou não pareça ter) muita relação com esse assunto de usar as palavras certas, mas vou contar.
Uma vez, quando eu tinha uns dez anos, naquela época de primeira comunhão, onde tínhamos que fazer a confissão com o padre, eu juro que não sabia o que falar, hahahaha...
Ou achava que tudo o que fazia era pecado e por isso, uma pessoa sem "chances" de céu, kkkk...
Entrei e falei somente uma coisa:
"- Padre, é o seguinte, pecado mesmo foi eu ter perdido a cabeça com meus irmãos que me jogaram água enquanto eu dormia e eu saí correndo atrás deles com uma vassoura na mão, dando vassouradas nas costas..."
Aí ele todo bonzinho, com ar de riso no rosto me disse: " Você se arrependeu?"
Eu disse que sim e ele completou:
" Se você se arrependeu do que fez, Deus já perdoou e portanto já esqueceu.
Quando nos arrependemos de uma atitude nossa e pedimos perdão sincero a Deus, ele APAGA o que aconteceu. Assim devemos fazer com as coisas que não queremos mais pensar, coisas ruins que devem ser abolidas da nossa vida."


Aquilo foi tão marcante para mim, que levei pra minha vida toda.
Então comecei a apagar tudo aquilo que não me agregava, tudo o que pudesse ter me feito sofrer, chorar ou me arrepender: fatos, histórias, pessoas, cenas, etc...
E graças a Deus, adquiri esse "dom" aos dez anos e o mantive.
Nem lembro de fisionomias, de risadas, de gestos, de "estilo" de pessoas, nem mesmo das coisas que elas já me contaram. É incrível. Uma verdadeira memória seletiva!!!
Resumo da obra: às vezes as pessoas (as pouquíssimas que resolvi esquecer, abolir mesmo) pensam que ainda penso nelas, lembro e que pior: que as acuso toda vez que algum mal me acontece.
A essas pessoas, o meu recadinho: se eu te visse na rua e você viesse me abraçar, com certeza o faria de coração, pois não iria nem me lembrar do seu rosto e tenho uma mania "esquisita" de dar abraço em gente que nem conheço...
Então, fica frio ou fria...não me lembro e não penso mesmo em você, desde a última vez que nos falamos, que eu pra variar, nem me lembro mais...

=)

7 comentários:

Ju Silva Alves Marchioro disse...

Como sempre as palavras colacadas de uma forma direta. Queria aprender a esquecer as coisas como você faz, eu fico remoendo,sofrendo por mais que ignore os fatos/pessoas ...
Me ensina a ser assim? hahaha

Beijinhos

Ju Silva Alves Marchioro disse...

*Colocadas.

Gisa disse...

É verdade, Rê.
Te conheço há 8 anos e sei bem que vc é assim mesmo. Uma pessoa justa com os outros e com vc mesma.
Tbm queria ser assim, pois é mto difícil levar uma mágoa com a gente.
bjs.
te amo!!!

Gisa disse...

foto mara aí debaixo.
quero sua coleção de lenços e cachecóis...rsrsrs
bjs

R.Maria disse...

AMO seus textos.
São de uma verdade tão grande e de uma beleza ortográfica e gramatical, ímpar!
Beijos, querida.

Luciana disse...

você passa o fato com uma simplicidade,
mas na realidade é tão difícil de fazer...
admiro,
por que eu...
depois de desabafar (por dias.kkk) procuro depois não recordar, não lembrar, não remoer...mas se chegar perto e cutucar volta tudo a tona..rsrs

Renata G.F. Scarpino disse...

Obrigada, meninas!!
Vocês são fofas e especiais demais!!!

Esquecer parece difícil, mas ocupar a cabeça e colocar esse pedido fervoroso nas mãos de Deus é o segredo do resultado satisfatório dessa prática!!!
Boas lembranças substituem as más!
Então viver feliz e com gente do bem também são fatores contribuintes para apagarmos algo pra sempre!!!
=)