quinta-feira, 16 de junho de 2011


4
 aninhos de imensa felicidade em nossas vidas!!



Tem sorrisinho mais lindo do que esse?
No colo do Dindo sai mais gostoso ainda!
=) 




E bochecha?
Alguém sabe de uma mais fofa e deliciosa do que essa, do meu Lilipe?
Amo!!!

São os nossos pequenos amores, com um amor maior do mundo!!!
=)

7 comentários:

Ju Silva Alves disse...

Que crianças lindas.
Imagino a Felicidade da pequena em ter o dindo em seu aniversário.
AmOo festas de crianças, quer dizer AMOoO crianças... Beijinhos

Renata G.F. Scarpino disse...

Lindíssimas, né?
Nossos amores!!=)
Esse dindo é de tirar o chapéu, Jú!!
Até eu queria um assim, hehehe...

Criança é TUDO de mais lindo da vida.
Amo tanto que não foi à toa que escolhi trabalhar com elas!!!=)
O tempo todo, grudadinha nesses seres perfeitos!!!

Beijos, amore!

Luciana Prodócimo disse...

Oi Rêeee!!!
Finalmente achei seu blog, rs...
Não lembrava o nome dele e penei pra achar. Não tem orkut, facebook, msn, fica difícil.
Achei porque minha irmã te viu numa foto de um facebook de uma amiga sua que é a amiga dela em comum. Aí fiquei te procurando no Face um tempão e foi difícil pq tava Rê e Luis né? kkkk...mas achei!
Vou fazer um para mim tbm, e te adiciono ok?
Adorei aqui, vc como sempre é muito fofa, muito linda, amiga, simpática e inteligente. Nunca li um blog tão fofo!!
E olha que coincidência. Tava doida pra pegar seu contato pra falar de Letras.
Como vc disse pra amiga Ju silva aí em cima, não foi a toa que vc escolheu trabalhar com crianças...é verdade!!!
Ficava impressionaca como vc conseguia prender a atenção delas de tal forma que ngm mais conseguia.
Até a mãe da Laura penava e vc fazia ela ficar obediente.
E o Fabrício então? Dislexia e vc fazia o menino se concentrar e te amar...as cartinhas fofas dele lembra?
Enfim...um pouco disso é a natureza sua, eu sei, vc ja tem o dom de lidar com os pequenos, tanto que foi sua vocação profissional.
Mas parte disso foi aperfeiçoado com a didática da faculdade não foi?
As técnicas, o modo de ensinar sem ser preconceituoso ou traumatizar, etc...eu ficava admirada com vc. Vc é muito mais expert do que a Michele nisso, sem comparação. Rsrsrsrsrs ( e ela????)
Enfim...a Mariana já ta com 4 anos e numa idade complicada, parece que piora cada vez mais...rs
E estou grávida, menina! De 5 meses...o tempo voa né? Tava louca pra te contar.
É menino, João Guilherme.
Então queria saber se vc recomenda eu fazer Letras ou pedagogia pra ter essa prática, pq é mto complicado!!!! =(
E se recomenda, onde faço?
Tem essa matéria né? didática?
Estou trabalhando meio período, mas se der certo faço a faculdade à noite. Vou entrar de licença, mas pretendo continuar estudando em casa, tem como?
Não quero e não posso parar e to aflita com essa questão.
A Mari ta me dando mto trabalho, os professores reclamam mto...mto arteira, nem parece menina, affff....
Me dá uns conselhos, amor!
E de resto? E o casamento?
Vcs já querem filho?
Saudade imensa de vc!!!
Beijãoooooooooo!!!!!

Renata G.F. Scarpino disse...

Oi Lú!!! Que surpresa boa te ver aqui no meu blog!! Fiquei super feliz!!
E mais feliz ainda com a notícia da gravidez!! Eu lembro que você já estava querendo né? Que bom que conseguiu!!! Parabéns!!
Se você tiver um e-mail, será mais fácil para conversarmos sobre TUDO!! Aí me manda!
Mas se não tiver, espero que volte aqui para ver minha resposta, né? Hehehe...
Então, fiz Letras e comecei esse ano Pedagogia. Acabei reparando que as duas são muito parecidas em questões de didática, lembrando que em Letras, numa certa altura,o foco muda para ENSINO DE LÍNGUAS e em Pedagogia, muda para EDUCAÇÃO ESCOLAR(gerenciar uma escola, conhecer leis educacionais, desenvolver projetos de inclusão, etc). Não é que fazendo uma ou outra, você terá a "fórmula" perfeita para criar a Mariana e o João Guilherme, Lú. Que bom se fosse assim né? Kkkk...
E didática de escola não tem relação direta com psicologia de casa. São ambientes diferentes, com figuras representativas diferentes (mãe, na cabeça da criança, sempre será completamente diferente da professora da escolinha).
Didática o professor precisa ter para conseguir coisas que você mesma citou: prender a atenção, proporcionar capacidade de concentração, promover um ensino que o agregue, de alguma maneira. Tem que ter psicologia sim, é claro, pra entender o lúdico do mundo infantil, a fantasia, o abstrato, para entender a revolta do adolescente, as crises e incertezas, as experiências, pra entender a timidez do adulto,as fraquezas, etc...
Mas em casa, é muito diferente, Lú.
Pros pais e para as crianças.
Pense assim: prof promove e facilita acessos e pai e mãe estimulam esses acessos (cooperam), por isso procuram estar presentes, compreender o que se passa, buscar mecanismos que ajudem na arte de educar.
Se for da sua sincera vontade de fazer faculdade de educação, vá em frente porque é show de bola!!
Mas não vai resolver um "problema" específico, entendeu?
Vai só te mostrar maneiras de ensinar, educar, num sentido geral!
E não vai ter em livro nenhum um capítulo chamado: " Educando a Mariana e o João Guilherme", hehehe...
Dependendo da reclamação dos professores, seria o caso deles recomendarem um psicopedagogo para analisar a questão. O que é que eles falam?
É interesante também, Lú...ler bastante livros de educação infantil, como um olhar mais maternal e não de escola, entendeu?
Os próprios profs da Mari podem te sugerir, se você pedir.
Tem um que se chama:"Por amor e por força- rotinas na educação infantil" da Maria Carmem Silveira Barbosa e " A criança até os quatro anos" da Vânia de Almeida (este serve para o quarto ano da Mari e os primeiros do João) que resumem um pouco as técnicas e as problemáticas desse período infantil.
Por incrível que pareça, Lu, aos 4 anos a criança começa a ser o que se chama de "benção da mamãe", hahahaha...já é independente para muitas coisas, compreende "nãos", está na fase dos "porquês", da fantasia (conversam com cachorros, plantas, paredes...) e se tiver algum desvio mais sério de comportamento, não exite em buscar auxílio, pois é a melhor fase para se trabalhar comportamnetos e atitudes.
Quanto mais deixar o tempo passar, mais difícil se torna a "solução" de um "problema".
Os psicólogos e psicopedagogos estão aí para isso!!!=)
Não pode ter medo de procurá-los!
Bom, se você quiser falar mais sobre isso, sobre cursos, faculdade, etc, me manda um e-mail, porque aqui é mais exposto.
Aí te passo meu telefone também.
Espero que você volte para ler!!!

Eu estou bem, muito feliz casadinha!!!
E a fábrica de filhinhos será aberta em breve!!! Hahahaha...
Beijão!!!
Saudades!

Carol Barboza disse...

Ahhhh que lindos, quanta felicidade! post super fofo flor! Uma ótima quinta-feira pra vc..
Beeijo

Luciana Prodócimo disse...

Nossa Rê
Não acredito que você já me respondeu.
Que atenção,que carinho.
Você é simplismente maravilhosa.
Entrei aqui umas cinco vezes e vc ainda não tinha respondido. Nem acreditei agora que entrei aqui, risos...
Nem tenho o que te falar! Vc simplismente falou tudo e mudou meu pensamento.
Acho que estou mesmo em desespero, rsrsrsrs...
Queria ter essa calma sua nessa questão.
Vou querer concoversar mais com vc sim, preciso demais.
Se não for te atrapalhar, para mim vai ser perfeito mesmo, viu?
meu e-mail é: luprodocimo81@zipmail.com
Os professores da Mari reclama que ela é bagunceira, fadadeira, mais em casa ela é tão diferente e faz todas as lições porque fico no pé.
Estou confusa, sabe????
E o pior mesmo, te conto no email.
Estou mto preocupada.

Mas então Rê, eu estava mesmo querendo outro filho lembra? Tentei quatro meses aí tive que parar porque perdi o emprego. Até achar outro e me estabilizar três meses, foram 6 meses.
Assim que retomei as atividades, engravidei na primeira, kkkkkkkkkk...
E pasme! Emagreci 3 kg depois da gravidez, rs...
chegou no limite, agora estou voltando a ganhar peso, medo! rsrsrs...

Não vejo a hora de vc abrir a fábrica logo!
Seus bebês vão ser as coisas mais lindas do mundo.
Te mando e-mail, ok?
Beijão Re.

Luciana Prodócimo disse...

Uma observação Re.
Escola pública é uma m....
Desculpa falar assim, não sei se vc já trabalhou em uma ou se só particular.
Mas vc disse pra eu pegar dicas de leituras com eles né?
Affff...capaz deles nem saberem do que estou falando.
Um descaso, um desleixo de dar pena dos pobres seres que estão lá pra aprender.
Assim que o João fizer 1 ano, quero ver se dobro horas de trabalho e o Marcel também vai procurar abrium um negócio. A renda precisa aumentar pra gente colocar essas crianças numa escola particular, Re.
Não dá!!! Capaz até de nem saberem o que é psicopedagogo, viu?
Vc mesmo pra me ajudar, só.
BeijãoRe