quinta-feira, 26 de maio de 2011


Só escrevo o que vivo.
Só falo o que sinto.
Mas só exponho o que convém. 
Quando desabafo no meu blog, vocês já repararam...
Posso ficar muito magoada com algumas pessoas, mas nunca as cito para preservar o que ainda existe: uma amizade, um sentimento, a MINHA vida e a vida da pessoa, pois quando a mágoa vai embora, ficam os bons momentos. Assim é com todos as pessoas que eu gosto de verdade.
Nunca apontarei "culpados" e não acho que ninguém precise "vestir a carapuça", pois não estou fazendo provocações e isso para mim, não é maturidade! É desespero! E desrrespeito com a minha escolha de ser discreta.
Problemas pessoais são resolvidos particularmente! =) 

Para tudo isso que falo e que escrevo, meço cada palavra minha, sem ser mecânica ou pela metade.
Sou inteira em tudo o que faço na minha vida! Meus realmente amigos sabem disso!
Sinceridade e cuidado podem ( e deveriam) ser perfeitamente companheiros, aliados! E não inimigos, como alguns podem pensar, enchendo a boca pra falar.
Ser sincero não significa que temos o direito de sair por aí sem papas na língua, sem ter o menor cuidado de não ferir o outro. Isso para mim não tem nenhuma relação com sinceridade, mas sim com falta de educação, falta de sensibilidade.
Não há falsidade e mal nenhum quando a gente diz a verdade, preocupando-se em como dizê-la.
E ser autêntico é ser você mesmo, o que não significa ser sincero, porque ser você mesmo pode significar ser sem educação, deselegante, rude, insensível. Isso não é bonito! Não é motivo de orgulho.
Nas faculdades de Educação, a gente sempre escuta/aprende nas aulas de PSICOLOGIA, que somente as crianças são 100% verdadeiras com as pessoas e consigo mesmas, que conforme a gente cresce, toda a nossa fala, todo o nosso pensamento é intencional. O que nos compete, diante disso é saber como lidar com essas intenções, saber dosá-las, saber descartá-las se for preciso, processar nossas ideias, maturar nossos "achismos".
Ninguém fala sem pensar. Todo mundo pensa antes de falar, pois toda fala só acontece após um processo elaborado, chamado PENSAMENTO. E este é processado pela etapa chamada  INTENÇÃO.
Quando aprendi isso, me lembro de nunca mais ter cuspido palavras ao vento, que pudessem ferir as pessoas, exceto quando dei "foras", mas isso é diferente, pois não tem intenção e a gente desconhece aquela determinda situação, por isso que se chama "fora". Acontece em momentos de ingenuidade nossa. 
É claro que antes, humana como sou e passível de inúmeros erros, já perdi a cabeça e falei o que não deveria. Mas não me orgulho disso e confesso que foi uma tremenda falta de modos, de amor, de não pensar no outro, foi egoísta, foi desafetuoso. E quer coisa pior que um desafeto? Vindo de qualquer pessoa (amiga ou não) para qualquer outra pessoa!!
Hoje calculo muito o que vou falando por aí para cada pessoa. Sei que, sou capaz de controlar minhas intenções e trabalhar meus desafetos, meus pensamentos, minhas opiniões a respeito das pessoas, então só falo o que realmente convier, o que realmente seja agregável e não destrutível.
Aprendi que não sou NADA, não sou NINGUÉM para sair soltando definições e diagnósticos pessoais das pessoas e dar conselhos impulsivos, como se eu tivesse a verdade absoluta nas mãos e a receita certa da felicidade.
O mais bonito do ser humano é se descobrir, se olhar, se escutar, falar na hora certa, se conhecer gradativamente, criar um laço afetivo, um sentimento construído naturalmente, criar uma intimidade gostosa e tranquila, que permita, aos pouquinhos, que a gente vá se abrindo mais e falando com CUIDADO e com AMOR o que pensamos sobre o outro. Aí então, torna-se um relacionamento natural, verdadeiro e pacífico.
Relação humana é isso! É uma conquista, é uma afinidade que se tem ou não, é a liberdade que se dá ou não, é o sentimento que acontece ou não, é o cuidado alheio, é o se olhar e se respeitar como pessoa e não tornar-se uma máquina que sai jogando palavras fortes e inconsistentes, como se o outro não tivesse coração e sensibilidade, sem se preocupar que para toda ação há uma reação, no campo de exatas e no campo de humanas.
Não sinto raiva de ninguém. Não sinto mágoa, não sinto desafeto. Apenas escolho meus amigos. E só admiro e gosto deles. Sou sincera quando me declaro a alguém, vocês sabem! E só me declaro aos muito amigos. 
Existem aquelas pessoas que nasceram para ser nossas amigas queridas e aquelas outras que não havendo afinidade nenhuma e pouco cuidado, o melhor é se ter RESPEITO.
Respeitar as diferenças, o silêncio e as escolhas!
Sou a pessoa mais feliz do mundo quando sou respeitada da mesma maneira que respeito.
E quer saber o que mais?
A vida é tão linda!!! Vivamos a nossa e só!! Fim do conto!
=)

*
Feliiiiizzz!!!

*
Ah!! E sim, sou sensível mesmo.
Choro muito fácil, coração de manteiga...
Mas essa sou eu, fazer o quê?!
=)


8 comentários:

marisa disse...

Rê, se eu disser que to chorando vc acredita?
Nossa, seu blog tem que ganhar no topblog 2011, eh o melhor.
Vc falou tudo o que ngm fala de verdade...
Td mundo acha que falar sem pensar é personalidade. e se orgulham disso.
E vc teve coragem de falar que mede suas palavras pra falar....isso é personalidade!!! é cuidar do outro como vc falou.
E como fui sua aluna, posso afirmar que vc eh assim mesmo...categoricamente
eh frágil, eh cuidadosa, eh sensível, eh amiga, eh atenciosa, eh sincera, eh delicada e determinada.
te amo muitoooooooooooooooo....
sinto uma saudade absruda de vc...
assim como todos os seus alunos microway sentem...eh unânime!!!

bjosssss

Ju Silva Alves disse...

Renatinha,todos que te conhecem com toda a certeza te viram contar calmamente esse post...
Te vi verdadeiramente nele.
Ter o provilégio de conviver com você é uma honra,poder contar com sua sensibilidade é uma graça de Deus.Por isso agradeço a ELE por sua amizade.

Adoro você.

Beijinhos

Gisélia disse...

Rê, o Marcquin é foda hein????
kkkkkkkkkkkkkkk....
Bate nele!!!!!

ja to sabendo.
bjuuuuuu

Lilian Amorim disse...

Olha Rê, feliz é quem pode tê-la por perto, viu!
Amizades assim, com esse nível de sinceridade, maturidade e delicadeza são raras.
Adoraria ter vc pertinho de mim. Sem pretensão alguma, tenho certeza que seríamos muito amigas :)
Beijinhos

Renata G.F. Scarpino disse...

Thanx, meninas lindas!!!
Vocês são aquelas que eu chamo de amigas e falo que amo!!!=)

Gi, sem citar nomes, por favor, hahaha...
Mas nesse caso, até melhor porque já tem gente achando que o post foi pra ele(a)...ai ai ai, God!!!
Mas whatever...

Beijos de amor!

Renata G.F. Scarpino disse...

Marcusssss, I love you!!!! hahahaha

Anônimo disse...

nao tenho nem palavras, parece q tirou as palavras de minha boca. super verdade em td q foi dito. parabéns. e continue sendo essa pessoa autentica e educada que és.

Renata G.F. Scarpino disse...

Obrigada, "Anônimo", hehehe...
Queria saber quem é você!!
Beijão!!!!
Volte sempre!