domingo, 7 de novembro de 2010

No ballet da vida...

Se a vida é um ballet, feita de passos, eu diria que estou fazendo vários colles ultimamante: mantendo as pernas bem juntas, em passos firmes...
Poucos antes de casar, fiz um changement, uma super mudança com os pezinhos e saltei!!Aaaah, como é lindo o ballet!! E a vida também!!
No ballet da minha vida, tenho viajado, mergulhado profundamente no compasso da dança mais linda do universo!!
Acho fantástico o ritmo da vida, as fases, os momentos pelos quais a gente passa. Cada um com uma história, escrita dentro de diferentes tempos.
Um dia eu era solteira e tinha amigas que namoravam. Depois eu namorava e muitas não.
Então eu noivei e fiquei planejando a festa do meu casamento, montando a minha nova casa. Enquanto isso, amigas estavam preocupadas com a viagem que iam fazer com o namorado no carnaval, com que roupa iriam conhecer a família dele, o que dar de presente no dia dos namorados...
Casei e meu mundo passou a ser : casa- marido- responsabilidades- prioridades- supermercado- (hahaha)...

Gosto de ficar na minha casa, fazer um jantar pro meu marido, organizar as coisas, cuidar das roupas, me preocupar com o meu cotidiano e com o do Luiz também: cuidar da nossa vidinha a dois...
Paralelamente a isso, outras amigas estão planejando um cruzeiro, uma mudança de república, uma mudança de país, uma futura casa pra morar com o futuro marido daqui um tempo, um casamento daqui a três anos...
E assim, como sempre, cada uma vive uma fase diferente.
Tenho também as amigas que já estão planejando o segundo, terceiro filho...outras o primeiro!!E eu acho isso tão lindo!!! Essa possibilidade de cada amiga viver um momento oposto e mesmo assim, haver tantas afinidades e semelhanças.
Mesmo que você troque mais figurinhas e tenha mais assunto com amigas que vivem o mesmo momento que você, quem entende uma a outra, sabe ouvir e conviver com as diferenças. E mais: sabe amar!!
Às vezes uma espera estar no lugar da outra em pouco tempo ou espera viver outras situações antes de dar o próximo passo e assim, cada uma sabe por onde caminhar...
A única coisa que me deixa extremamente triste, são aquelas amigas que não entendem uma mudança de vida e se afastam...
Não entendem que depois que você casa, os gostos, os programas, os planos, objetivos e até visão das coisas mudam...vivem ainda a realidade de que casada, a gente pode viajar quando der na telha e sem o marido, ir numa boate só entre mulheres, num bar movimentado, ligar pra gente de madrugada...coisas que não entram dentro de um casamento, na minha opinião.
Fico imaginando que, se pensam assim quando a gente se casa, imagine só quando a gente tem filhos...
Realmente, são em horas assim, que vemos quem são nossas verdadeiras amigas, que entendem nossas fases, respeitam nossos momentos e se colocam no nosso lugar...
Mas continuo dando os meus passinhos, toda feliz e radiante.
Não trocaria essa vida por nada desse mundo e daqui pra frente, só penso em aumentar a minha familinha, que ainda somos eu e meu amor!!=)
Esse é o meu ballet!!=)

3 comentários:

Roberta V. L. disse...

Adorei...lembra que eu te falei isso uma vez no msn?! Tem gente que não entende mesmo, mas a vida de casada é a melhor do MUNDO!!!! De mãe entao!! hahaha....ahhhh que deliciaaaaa!

Lilian Amorim disse...

Depois que a gente se casa, tudo muda de fato. As prioridades e responsabilidades são outras, vc quer curtir seu maridinho, sua casa, vc se preocupa com o que vai fazer para o jantar, em como agradar seu marido e isso é super natural. Agora uma amiga que não entende e não respeita esse momento, não é amiga de verdade.
Rê, depois que vem os filhos as coisas mudam mais ainda, agora vc imagina ter que conciliar tudo e mais a "amiga" que não entende que vc não pode falar naquele momento pq vc está amamentando??? O bom dessas mudanças é que vamos fazendo uma peneira e só vai ficando quem realmente vale a pena.
A vida é assim mesmo!
Siga dançando minha amiga e dando seus lindos passos de ballet :)
Beijão

Náthaly disse...

Rê... Cada pessoa vive sua fase, dança seu ballet... E o bom da vida é que a música sempre muda, trazendo novos passos e sensações!
Excelente texto!
Beeeijos