segunda-feira, 16 de agosto de 2010




Errar é útil
Sofrer é chato
Chorar é triste
Sorrir é rápido
Não ver é fácil
Trair é tátil
Olhar é móvel
Falar é mágico
Calar é tático
Desfazer é árduo
Esperar é sábio
Refazer é ótimo
Amar é profundo
E nele sempre cabem de vez
Todos os verbos do mundo
Abraçar é quente
Beijar é chama
Pensar é ser humano
Fantasiar também
Nascer é dar partida
Viver é ser alguém
Saudade é despedida
Morrer um dia vem
Mas amar é profundo
E nele sempre cabem de vez
Todos os verbos do mundo.

Zélia Duncan.



2 comentários:

Carol Barboza disse...

AMEI Re, de verdade! Adoro seus posts flor... :)
Beijinhos

karina disse...

amei tbm
e eu tbm amo seus posts
faz a gente ir longeeee
bjss