terça-feira, 9 de fevereiro de 2010

Muito do que falo é singular, compreensível apenas para mim.
O cenário pode ser imaginário; o final pode não ser feliz; o tempo pode ser psicológico; as vozes podem estar camufladas; o humor e a irreverência podem passar adiante da cena ...
Mas o personagem é sempre ULTRA real! Vira companhia,lembrança, decepção (lembrança ruim), história...
Na verdade, não importa. Só me convém escrever para lembrar.

Rê.

6 comentários:

Dayane disse...

lindo!!!!!!!!

Paola Bacchi disse...

adorooo

Camila disse...

Ai amiga.. quem me dera ter todo esse comprometimento com o meu blog!!! =(
Bjossssss

Renata G.F. disse...

Eu amo aqui!!! Me descansa!

carolina bruna disse...

daí a gente passa aqui pra ler o momento contado!
pra dizer que parece legal e que nos identificamos...
bjos

carolina bruna disse...
Este comentário foi removido pelo autor.