terça-feira, 12 de janeiro de 2010

“Tempo disso, tempo daquilo, falta o tempo de dar tempo. Falta o tempo de nada.”
Drummond.


Ai ai ai ...olhem só a minha agenda : segunda que vem, pela manhã, hora marcada na estilista do meu vestido de noiva, à noite horário com outro cerimonial, quarta-feira fotógrafo, sexta outro fotógrafo, e vou ter que dar um jeito, durante as minhas janelas, de ver convites, doces e topo do bolo, sem contar a montagem diária das listas de presentes ...hahahaha.
Meu Deus, ja já eu nem escrevo mais no blog, afinal, só vivo pra isso ultimamente e toda vez que passo pra contar alguma coisa, é sempre algo relacionado ao casório. Kkkkk...
Ontem, na "entrevista" com a cerimonial, deu tudo certo, ela é super fofa, mas ainda assim não compensa ter o trabalho de uma única pessoa. Para a proporção da festa que vamos fazer, o ideal é que se trabalhe em equipe grande, que uma parte cuide da Igreja e outra da festa ...
É super legal passar por isso. A pessoa do cerimonial cuida de detalhes que até então você nem sequer sabia que existiam, é bacana contratar esse serviço.
Mas sem estender muito esse assunto (repetitivo, por sinal...), queria mesmo é pedir desculpas a todas as minhas amigas pela "distância" e pela falta de tempo total...mas realmente esse ano será impossível dedicar uma atenção merecida a vocês. O tempo que eu gostaria que nós tivéssemos, não tá sobrando e nem vai sobrar. Não só eu, mas todas têm também seus compromissos, por isso, nos meus momentos "free", vocês estão cuidando de suas coisas e quando estão fazendo festinha, fofofquinhas, tardes e noites só de mulherada, lá estou cuidando de tudo para o "grande dia". Preciso caprichar pra vocês, né? Hahahaha ...
Tem coisa que tá marcada pra eu fazer só em agosto,o mês antecessor do casamento, ou seja, não vou ter um respiro esse ano ...e quando eu estiver quase relaxando (dias antes do evento, haha), lá estarei arrumando as malas pra lua-de-mel, Kkkkkkkkkkkkk ...
Não sei se contei a todos, mas vai ser no Chile/Argentina e programar alguns tantos dias "fora" também dá trabalho ...
Mas posso garantir que quando toda essa fase de preparação terminar, farei questão de compensar todo esse tempo ausente.
O mais importante, como disse a uma amiga ontem, é que mesmo não estando junto ou perto o tempo todo, estamos profundamente unidas no coração, na memória, numa mensagem que mandamos, num telefonema que fazemos, num e-mail que enviamos, numa "visitinha de médico" que der pra fazer ...
Afinal, a presença física tem variação de perto/longe, já o pensamento não conhece a palavra distância!

Nenhum comentário: