quinta-feira, 14 de maio de 2009

Quinta!
Acabei de dar a aula das 14h, às 19h eu volto!! Hj tem festinha com a turma da noite ? O que vamos festejar ??? A nossa permanência ali,talvez, a nossa alegria, o convívio semanal que temos, hahahahahaha...qualquer coisinha "tipo asim", haha.
Não tem que tr ocasião, data especial, simplsmente tem que fstejar, tem que pulsar, viver atéa últma gota, até haver excitação, volúpia !! e nadamelhor do que festejar com os adolescentes, que sempre trazem o sentido da vida à tona !
A semana, aqui na escola encerra-se hoje. Amanhã, aulas particulares. E graças a Deus, foram dias muito agradáveis e produtivos !!! :)
Para o meu amor também ! A semana dele, comosempre, está aquela loucura, correria ! Mas é assim que ele gosta, hahahaha...

Bom, hoje eu queria contar do livro que estou lendo. Na verdade, estou em leitura de dois livros, "A Cabana" e o segundo, é mais específico, porque trata de uma doença psiquátrica, com a qual estou convivendo dentro da minha família. A pessoa não tem essa doença manifestada gravemente, graças a Deus. Vive seu estágio mais"simples", se é que pode-se dizer assim, mas me interessei pelo assunto sabendo que ele tem sua relevância, até mesmo para a área da educação. Pretendo fazer psicopedagogia e esse conhecimento me trará muita informação necessária.
O livro se chama" Marina W.Não sou uma só: Diário de uma bipolar ". O nome da doença é " Transtorno bipolar de humor", antigamente conheida como"maníaco-depressiva".
É a mudança brusca de humor- não oTEMPERAMENTO- que isso fique bem claro.
Só tem transtorno bipolar quem tem um momento intenso de euforia e logo em seguida, entra num quadro de depressão. Existem vários tipos de TBH. E aprendi, nessa leitura que a dornça pode ter origem hereditária e comportamental sim- de criação-, mas é, na sua maioria de casos, bioquímica!!! Falta de algum componente químico, excesso de algum, etc.
Quero postar, quando tiver maior tempo, mais coisas sobre o TBH. Acho importante starmos preparados para lidar com uma situação tão comum na nossa realidade.
Se antigamente, quando estudávamos literatura, aprendíamos sempre queos autores morriam do "mal do século", que era a tuberculosa, na maioria das vezes, hoje temos que nos conscientizar de que o nosso "mal do século" são as doenças psíquicas e que a depressão , infelizmente, é uma realidade presente no nosso meio. Nosos amigos podem ter, nossos irmãos, pais,filhos.
E que saibamos ter discernimento ao tratar uma doença da mente.
Ir ao centro espírita , na missa dos"enfermos", no culto sagrado, enfim, em "reuniões" de natureza religiosa é um grande auxílio, mas não CURA ninguém, exceto se houver um milagre, probabilidade mínima !!!
A cura advém de anos de tratamento, esforço, dor, remédio correto para cada caso, paciência, terapia, psicoterapia, terapia ocupacional!!! Acompanhamento psiquiátrico e até mesmo de analista!!! É bem sério !!! Não é uma gripe ou uma pneumonia. Estamos falandoda MENTE humana, o que há de mais complicado dentro de nós!!!

Logo eu falo mais !!!
Sexta-feira vem aí!!! :)
Beijo.

Nenhum comentário: