segunda-feira, 27 de abril de 2009

Segunda-feira poderia ao menos ter cara de sexta, assim seria mais fácil prosseguir a semana.
Principalmente quando se têm problemas a enfrentar.
Sinto que este é um momento propício para me atentar mais à saúde, dar mais valor e tentar fazer meus amigos também darem. meu irmão não está legal, está numa fase difícil e precisa muito de amor! É muito difícil ver quem vc ama tanto num estado de pobreza interna, de calamidade sentimental, que afeta a própria fisionomia, o próprio físico.
Mas como sempre, tenho a DEUS, meu único e fiel melhor amigo e é dele que virá a cura , que virá o conforto do Fabio e de cada um de nós, da família.
Minhas amigas têm me ajudado muito e meu amor então...é minha companhia mais viva, mais forte, pra tudo, em tudo.

Amo muito o meu irmão e hoje reservo esse espaço no blog a ele, porqu os meus minutos, cada um deles têm sido oferecidos, frequentemente ao Fabinho e ngm mais....
Fá, te amo demais !!! Sou sua parte tanto quanto vc é a minha, desde o feto !!!! Sua dor é minha dor !!
E suaalegria, que virá em breve, será minha maior alegria !!!!

domingo, 26 de abril de 2009

Os 7 passos de um casamento feliz- Revista Cláudia do mês de abril


E já que estou na fase do planejamento do consórcio a dois, hehe...aí vai uma reportagem que li essa semana e muito me chamou a atenção !

Por Déborah de Paula Souza Consultoria Tai Castilho, terapeuta de casal e diretora do Instituto de Terapia Familiar de São Paulo

1. Sonhar juntos
Viajar, arrumar a casa, ter um bebê... O sonho de construir uma vida juntos funda um casal. Ao longo o casamento, os dois mudam e os sonhos também. O grande desafio, em qualquer fase da relação, é lidar com o de sejo do outro, o que implica suportar frustrações e adiamentos ou simplesmente ter que administrar diferenças inesperadas (você quer férias na praia, ele acha melhor trocar de carro...). Por isso, a realização dos planos vai demandar muita conversa. O projeto comum dá a medida de quanto o casal está conectado e aceita limites. Por exemplo: uma mulher bem-sucedida pode descobrir que o marido não tem as mesmas ambições que ela. Os valores e as finanças influenciam a programação. Além do mais, ambos estão sujeitos às pressões sociais e das famílias de origem. Libertar-se de interferências, descobrir o próprio desejo e partilhá-lo com o homem amado são sinais de maturidade. É na convivência que o casal descobre que não dá para apostar tudo no sonho comum. Ambos precisam armazenar fôlego para projetos pessoais. Essa percepção diminui cobranças e abre portas para negociações, permitindo que utopia e realidade se equilibrem.


2. Assumir a família
No casamento, os parceiros levam para casa um legado de valores, crenças e mitos de pelo menos três gerações, mas nem sempre se dão conta dessa bagagem. Por isso, assumir um novo núcleo significa não apenas priorizar um programa com o marido mas também preparar-se para lidar com o encontro de duas culturas diferentes, o que traz riqueza e também atritos. A chegada dos filhos, quando as famílias se aproximam, pode aguçar com petições veladas ou explícitas. Cuidado para não brigar com seu par ao defender uma bandeira da sua família – seja diplomática e tente conhecer as bandeiras da dele. Guardadas as proporções, o casal funda um novo país. Será importante tanto defender o território quanto abrir fronteiras, assimilando influências. Para não pisar em campo minado:
A. Respeite a família do outro.B. Evite ironias, indiretas e nunca use um desabafo que seu parceiro fez sobre os próprios parentes para atacá-lo.C. Não confunda enredos. Se seus pais foram ausentes ou invasivos, isso não significa que os dele também sejam.D. Lembre-se de que nem ele nem você têm como missão reparar as faltas – emocionais ou financeiras – das famílias de origem.


3. Tornem-se amigos
Mas não muito! Esse passo exige cautela. Quem não quer ser amiga do grande amor? É ótimo viver com um bom companheiro, torcer por ele, dar e receber apoio e colo; ser solidário; rir juntos. Tudo isso é uma delícia porque sentir-se parte do mesmo time é uma das faces da paixão. Mas não vale ser amigo demais, senão acaba virando irmão. O equilíbrio é sutil e o ajuste tem a ver com duas perguntas: até que ponto vocês sabem lidar com conflitos? E como anda a libido? Quando a amizade serve para camuflar algum problema nessas áreas, fique alerta. Uma coisa é um casal que cultiva afinidades e sabe construir uma sólida base de confiança – essas condições são essenciais para garantir a longevidade de uma relação. Mas não há nada mais antierótico do que encarar o marido como um velho amigo que não a desafia nem provoca, não instiga mais sua curiosidade porque vocês sentem que ficaram muito parecidos. Aí, a faísca da diferença entre homem e mulher se perde. Esse tipo de amizade morna pode até trazer um certo conforto, uma ilusão de garantia: mas não há mais risco, surpresa, tesão. O marido tem que ser um amigo que a gente ainda tem vontade de beijar na boca.


4. Cultivar o erotismo
Nunca abandone os pequenos rituais – tomar um vinho ou um banho juntos, sair para jantar, dar uma escapada a dois. Sem esses cuidados, o risco de serem engolidos por assuntos domésticos é enorme – vocês deixam de ser amantes e tornam-se grandes “tarefeiros”. A troca afetiva empobrece e a libido não resiste porque a sexualidade não se restringe ao que acontece na cama de casal. Ela se alimenta de todas as situações em que vocês podem admirar um ao outro; se divertir juntos, trocar confidências e também acertar os ponteiros, pois mágoa acumulada esfria qualquer história. As atividades culturais e uma roda de amigos bacanas também oxigenam a relação. É erótico ter uma vida interessante! Os casais com filhos pequenos precisam batalhar pela privacidade. Confie: uma família é mais feliz quando pai e mãe querem continuar namorando. E os casais longevos devem usufruir da intimidade conquistada. As condições para isso: cuidar da saúde física e emocional, fugir da cilada da paixão romântica (exigir-se alta performance sempre) e não acreditar nos mitos do envelhecimento, pois a sexualidade é parte da vida e não apenas da juventude.


5. Aprender a brigar
A boa briga é aquela em que todas as opiniões são legitimadas. Talvez o casal não chegue a um consenso, mas é importante que as diferenças se manifestem, que ambos possam se colocar sem simular que está tudo bem quando não estiver. A briga produtiva é muito diferente de gritar e xingar, de ficar muda e emburrada ou ainda de insistir nas eternas reclamações, que só desgastam e amortecem o conflito, quando o fundamental é enfrentá-lo. A chave é: fazer-se escutar e abrir-se para ouvir o outro. Caso contrário, o motivo da briga deixa de ser importante, e vocês disputarão a última palavra. Cuidado com as certezas absolutas, a ilusão da verdade única – o que existe são duas visões que precisam ser respeitadas. Isso abrirá espaço para futuras negociações. Discutir só para ver quem tem razão é destrutivo e não ajuda a simbolizar o que é necessário. E, diante do confronto, vocês terão que elaborar perdas, como a imagem do casal perfeito e as idealizações a respeito do parceiro. Por mais que exista amor, o convívio mostra que o outro não é “tudo o que você sonhou”, e sim uma pessoa real, que pode pensar diferente.



6. Enfrentar a dor
O sofrimento é um teste radical, e a possibilidade de saírem fortalecidos dele está condicionada ao repertório que vocês conseguiram construir. Enfrentar uma experiência de luto, uma doença, falência ou um longo período de desemprego não é fácil. Um turbilhão de emoções, como tristeza, frustração e raiva, colocará em xeque a confiança e a qualidade da relação. Numa situação, por exemplo, em que um dos parceiros entra em depressão ou enfrenta uma derrocada financeira, a fragilidade fica escancarada e alguém pode pensar: “Não foi com essa pessoa que eu me casei”. Cuidado para não estigmatizar o outro, não feri-lo com gestos ou palavras, não lhe dar instruções sobre o que fazer. Talvez ele só precise de atenção e ouvidos. A expectativa é que, num momento difícil, um apoie o outro. A desestabilização, porém, pode inviabilizar isso, gerando mágoas e cobranças até mesmo numa situação de sofrimento mútuo, como a morte de um filho. Diante dos grandes impasses, é importante buscar ajuda terapêutica. Um casal que ultrapassa a tempestade cria uma cumplicidade rara, reafirmando a promessa de companheirismo ”na alegria e na tristeza”.



7. Fazer acordos
Tempo e dinheiro são as duas moedas mais valiosas da nossa época. Na dinâmica de casal, elas acionam questões emocionais. Todo relacionamento tem um livro-caixa invisível, onde ficam as perguntas: quem está devendo? Quem está dando mais ou menos para a relação? Quando essa cotação se desequilibra, as carências – de atenção, sexo, apoio, afeto – e apelos subjetivos de toda ordem podem apresentar-se em forma de cobranças de tempo, dinheiro e prestação de serviços. Portanto, a primeira atitude é tentar descobrir o que incomoda. Onde é que vocês dois sentem-se magoados, sobrecarregados, roubados”? Assim será possível fazer acordos mais justos. O segundo ponto é ver se vocês estão numa relação complementar, do tipo: esposa organizada versus marido desligado ou vice-versa. Os dois podem se acomodar nesses papéis e se prejudicar. O melhor antídoto contra isso é esquecer a lenda de que cada um é a “metade da laranja”. Mentira. Cada um é uma pessoa inteira e precisa responsabilizar-se pelo próprio equilíbrio e fazer sua parte na dinâmica conjugal. Essa postura agiliza a administração da agenda e do orçamento doméstico.



Bliss- Jonh Mayer

Your touch is electric.
I felt it the first time you held me.
The way we connected so easily...
I've tried to define it searched for the perfect phrase...
I've tried to describe it in a million different ways.
It's joy, it's ecstacy, it's truth, it's destiny and even love is not enough to tell you how you make me feel.
There's only one word for this I've got to admit it.
You took my heart by surprise.
Don't know how you did it but baby, I've never felt so alive .
Hey, you know, baby, know what the future holdsAs long as you're here with me.

Domingo !!!
Às vezes eu achava que domingo era o pior dia da semana, por não ter nada a se fazer, por ser a pré-segunda -feira, hahaha...mas hoje eu adoro ! É dia de descansar, fazer programinhas lights, ficar com o amor da nossa vida o dia todo na cama...comer muuuuuito, tomar capuccino, ir ao cinema com a Bi e o Pat, hehe...e hoje, especificamente, dia de adiantar o trabalho.
Estou com o meu amor no escritório dele. Ele adiantando os processos, ações dele e eu fazendo provas ! Muito bom, porque amamos nossos trabalhos ! :)

Ontem o aniversário do Rods estava muuuuuuuito divertido. Foi no Vila Dionísio e só foram as pessoas mais especiais !!! Todo mundo muito unido e já fazendo um esquenta para o churras do ano ! O melhor churrasco que vai haver, hahaha...
Já tem até nome : " 1 de maio: dia do trabalho: já que não vamos ganhar o pão, por que não comer a carne?", hahahaha...
Vai ter banda, churrasqueiro,times oficiais de futebol(o Verri já até mandou fazer camisa e comprou troféus ! hahaha)...
Vai ter uma reportagem, uma edição que vai ser divulgada no youtube e td mais !!!
Só quero ver como tudo isso vai acabar. Se ontem, no aniversário já esteve bom demais, imagine só com mais 80 pessoas, o dia todo, num mega evento !!! hahaha...
Adoro estar com amigos!!!





sexta-feira, 24 de abril de 2009

Diga o que você precisa dizer...

Como hoje o dia é delas, somente delas, juntei isso à minha preferência por John Mayer(no pop internacional) e postei"Say" dele, que fala um pouco sobre dizer aquilo que você PRECISA dizer, desabafar. Funciona sempre entre amigos que confiam um no outro.
Recebi um email da Klicia ontem, sobre "amigas", que me fez pensar mais uma vez na importância de tê-las.
E "say", representa um pouquinho dessa relevância, que só é RELEVANTE porque é gostoso, é mágico, é inefável e imprescindível ter amigas !!!

Say - John Mayer

Take all of your wasted honor.
Every little past frustration.
Take all of your so called problems,
Better put 'em in quotations.

Say what you need to say!

Walkin' like a one man army,
Fightin' with the shadows in your head.
Livin' up the same old moment
Knowin' you'd be better off instead

If you could only...Say what you need to say !

Have no fear for givin' in.
Have no fear for giving over.
You better know that in the end
It's better to say too much, than never to say what you need to say again.

Even if your hands are shaking,
And your faith is broken.
Even as the eyes are closin',
Do it with a heart wide open.

(Wide Heart)

Say what you need to say
Say what you need to, Say what you need to...
Say what you need to say.

Jana linda e Gisa


Bibis Ferreira e Mary

Cinderela e Morango Póler !

Sexta-feira !!!
Hoje, às 7h da manhã estava naquele soninho delicioso, quando meu amor me liga e fala: " Amor, vc pode vir agora no meu escritório me ajudar a elaborar uma prova de concurso?"
Não dá pra falar não pra ele, nunca !!! Hehehe...
Ficamos montando 60 questões mega difíceis, das 7h3o às 11h30. E graças a Deus deu td certo. Boa sorte aos candidatos, hahahaha...
É um concurso para professores que querem exercer a função de assistente do diretor. Muita responsa, pq o conteúdo programático é bastante complexo. É tanta coisa para saber ! Particularidades...

Ia na casa da Kli, mas não vai dar tempo, pq tenho também as provinhas dos meus amados alunos para montar. Fofoquinhas e organização do churras só amanhã.
Às vezes essa falta de tempo me irrita um pouco, pq queria estar mais presente na vida das minhas amigas. Muito embora elas me entendam, na correria do dia a dia, o desejo é outro: estar com cada uma, com todas, todos os dias...
Mas sei que pensamos umas nas outras sempre e isso é o suficiente para que nosso laço nunca se desfaça. Só queria dizer que amo vocês, viu?
Klicia, Thaís, Bianca, Mariana,Janaína, Gisélia, Kahuany ...perto ou longe, nós sabemos o quanto estamos juntas !!!
Hoje eu acordei para expressar todo o meu amor por vocês !!!

quinta-feira, 23 de abril de 2009

Quinta-feira e senti necessidade de mudar alguma coisa em mim, fisicamente falando.
Queria cortar o cabelo, mas ao mesmo tempo achei bobagem, já que faz 2 meses que o fiz e o corte ainda está bonito, repicado.
Então resolvi deixar ele liso(só secar dps do banho) e dividido no meio.
Na hora me senti estranha, hahaha e parei pra pensar nas pequenas mudanças que fazem tanta diferença. Cheguei na escola e td mundo comentou que eu estava mudada, mais jovem, melhor ! Hahahaha...changes !!!

Ao final da aula de hoje,que por sinal foi mega legal- no computador, eles adoram- recebi a notícia de que ficaria com mais turmas, além das que já tenho. Isso fez meu dia muito mais feliz, afinal aumento de turmas significa meu crescimento ali dentro, algo que só foi possível por conseguir cativar o público jovem.
Happy !!! :)
Amanhã volto com mais novidades !!! Tô indo pra próxima aula !!!
Mil beijos.

quarta-feira, 22 de abril de 2009

Quarta-feira e já dei minha aula. Galerinha estava com ânimo pós feriado, ou seja, DESânimo, hahaha. Mas como sempre, nos divertimos. Semana que vem eles fazem prova.
Tive uma noite ruim. Dormi mal por causa de uns problemas em casa, com meu brother. Coisas que se Deus quiser, irão ter solução e logo tudo ficará bem.
Em decorrência desses "probleminhas", tive pesadelos terríveis com o Luiz(coincidência ter sido com ele). Acordei desesperada,dividida entre sonho e realidade- uma sensação terrível. Mas logo caí em mim e vi que tudo não havia passado de um pesadelaço.
Quando consegui pegar no sono novamente, já eram 7h da manhã e meu despertador tocou.
Acordei, fui conversar um pouco com minha mãe e ver se o Fabinho já estava melhor. Ele dormia de um jeito ansioso, mas mesmo assim, parecia mais calmo, mais descansado.
Fiquei com medo-sempre tenho medo- quando algo de errado acontece com minha família. É um medo meio indefinível: de perda, somado com o de derrota, impotência(de não saber o que fazer pra ajudar)....medos que me fazem fraca.
Mas tenho fé. Muita fé. Estou confiante que mesmo nas adversidades nós não ficaremos esquecidos por Deus !!!
Para este momento, pensei em deixar a "oração da família" escrita pelo padre Zezinho.

Oração da Família
(Pe.Zezinho,SCJ)

Que nenhuma família comece em qualquer de repente.
Que nenhuma família termine por falta de amor.
Que o casal seja um para o outro de corpo e de mente.
E que nada no mundo separe um casal sonhador.

Que nenhuma família se abrigue debaixo da ponte.
Que ninguém interfira no lar e na vida dos dois.
Que ninguém os obrigue a viver sem nenhum horizonte.
Que eles vivam do ontem, no hoje em função de um depois.

Que a família comece e termine sabendo onde vai.
E que o homem carregue nos ombros a graça de um pai.
Que a mulher seja um céu de ternura, aconchego e calor.
E que os filhos conheçam a força de onde brota o amor.

Que marido e mulher tenham força de amar sem medida.
Que ninguém vá dormir sem pedir ou dar seu perdão.
Que as crianças aprendam no colo o sentido da vida.
Que a família celebre a partilha do abraço e do pão.

Que marido e mulher não se traiam nem traiam seus filhos.
Que o ciúme não mate a certeza do AMOR entre os dois.
Que no seu firmamento a estrela que tem maior brilho.
Seja a firme esperança de um céu aqui mesmo e depois.


terça-feira, 21 de abril de 2009

Crise de riso !

Esqueci de comentar que ontem, durante minha aula ,eu e minhas alunas tivemos uma crise de riso justamente pelo fato de conversarmos sobre isso: crise de risos. Contamos nossas histórias e tudo mais.
Lembrei das minhas crises, uma delas quando estava fazendo faculdade e simplesmente eu e minha amiga Roberta tivemos uma crise desesperadora na aula mais "punk", com a profssora mais sistemática, de teoria literária.
Aquele dia foi inesquecível !
Abaixo postei um vídeo engraçadíssimo, que dá pra ter uma crise de riso daquelas ! hahahaha...


Verri's baladinha

Caros leitores,

Pausa. Risos.
Essa foi ótima, hahahahahaha...
Será que tenho mesmo leitores ou somente meus amigos mais chegados me visitam aqui? hahaha.
Não que eu seja audaciosa de achar que tenho leitores de minha vida, mas é que 41 visitas no blog me fazem pensar que recebi 13 de ontem pra hoje e que pelo menos alguns seres se interessaram por me ler, kkkkkkkkkkk....ou quem sabe a mesma pessoa entrou 13 vezes pra ver se eu atualizava algo por aqui? Rs...

Ontem, como era merecido, depois de trabalhar um pouquinho na véspera do feriado,fomos pra casa do Verri, um amigão do Luiz, da época de faculdade, que hoje também é meu super amigo.
Foram a Grazi , o Rods , a sister da Grazi, a Rafa; o Gobara e sua namorada super simpática, a amiga do Verri, Bia, uma fofa e um amigo do Gobara, muito engraçado.
Mas no meio da nossa reuniãozinha, claro, a vovó do Verri, muito bonitinha, ficou conosco o tempo todo, ouvindo nossas besteiras(pq só sai besteira mesmo), participando das nossas farras e vendo como o neto dela tem más companhias...hahahahahhahahaha.
Foi uma noite agradabilíssima, de vinho, pizza, sorvete, de Verri anfitrião, servindo a gente(hahahaa), piadas, histórias,planos do churras bombástico do dia 1 de maio(feriado também) e muita coisa boa !!
Até os cães participaram: Dudu e Bimbo. Uns amores verdadeiros !!!

No fim da noite(2 da manhã,kkkkkkkkkkkkkkkkk), o Verri inventa de nos ensinar uma mágica de levitação. Algo a ver com energia do corpo . Aí, claro, foi só risada. Todo mundo na tentativa de levantar o Rô, o Geninho e o próprio Verri.
Eu e a Grazi só rachamos o bico....
Esses meninos são demais !!!

Enfim, foi uma noite muuuuuuuuuuito gostosa, com amigos verdadeiros!!!!

segunda-feira, 20 de abril de 2009

Crônica do amor








Crônica do Amor

Ninguém ama outra pessoa pelas qualidades que ela tem, caso contrário os honestos, simpáticos e não fumantes teriam uma fila de pretendentes batendo a porta.

O amor não é chegado a fazer contas, não obedece à razão. O verdadeiro amor acontece por empatia, por magnetismo, por conjunção estelar.

Ninguém ama outra pessoa porque ela é educada, veste-se bem e é fã do Caetano. Isso são só referenciais.

Ama-se pelo cheiro, pelo mistério, pela paz que o outro lhe dá, ou pelo tormento que provoca.

Ama-se pelo tom de voz, pela maneira que os olhos piscam, pela fragilidade que se revela quando menos se espera.

Você ama aquela petulante. Você escreveu dúzias de cartas que ela não respondeu, você deu flores que ela deixou a seco.

Você gosta de rock e ela de chorinho, você gosta de praia e ela tem alergia a sol, você abomina Natal e ela detesta o Ano Novo, nem no
ódio vocês combinam. Então?

Então, que ela tem um jeito de sorrir que o deixa imobilizado, o beijo dela é mais viciante do que LSD, você adora brigar com ela e ela adora implicar com você. Isso tem nome.

Você ama aquele cafajeste. Ele diz que vai e não liga, ele veste o primeiro trapo que encontra no armário. Ele não emplaca uma semana nos empregos, está sempre duro, e é meio galinha. Ele não tem a
menor vocação para príncipe encantado e ainda assim você não consegue despachá-lo.

Quando a mão dele toca na sua nuca, você derrete feito manteiga. Ele toca gaita na boca, adora animais e escreve poemas. Por que você ama
este cara?

Não pergunte pra mim; você é inteligente. Lê livros, revistas, jornais. Gosta dos filmes dos irmãos Coen e do Robert Altman, mas sabe que uma boa comédia romântica também tem seu valor.

É bonita. Seu cabelo nasceu para ser sacudido num comercial de xampu e seu corpo tem todas as curvas no lugar. Independente, emprego fixo, bom saldo no banco. Gosta de viajar, de música, tem loucura
por computador e seu fettucine ao pesto é imbatível.

Você tem bom humor, não pega no pé de ninguém e adora sexo. Com um currículo desse, criatura, por que está sem um amor?

Ah, o amor, essa raposa. Quem dera o amor não fosse um sentimento, mas uma equação matemática: eu linda + você inteligente = dois apaixonados.

Não funciona assim.

Amar não requer conhecimento prévio nem consulta ao SPC. Ama-se justamente pelo que o Amor tem de indefinível.

Honestos existem aos milhares, generosos têm às pencas, bons motoristas e bons pais de família, tá assim, ó!

Mas ninguém consegue ser do jeito que o amor da sua vida é! Pense nisso. Pedir é a maneira mais eficaz de merecer. É a contingência maior de quem precisa.

Arnaldo Jabor

Esclarecendo

Apenas para deixar claro que este blog foi REcriado com uma finalidade diferente do outro: utilizo essa ferramenta como uma espécie de diário, onde posso falar do meu dia-a-dia, de um modo geral para os meus amigos e mesmo para registrar os dias pelos quais passo nesse mundo.
É claro que detalhes que possam me comprometer jamais serão aqui expostos, até porque amigos verdadeiros os conhecem independentemente de acessarem o meu blog.
Tenho amigas que estão longe. O "nua , crua e do avesso" também é uma forma de estarmos perto.
De vez em quando não é uma má ideia postar minhas poesias,crônicas, como fazia no blog antigo, mas havia muito plágio dos meus trabalhos e me decepcionei um pouco com isso-eram pessoas conhecidas que plageavam...
Por isso, falando da minha própria vida, uma vida comum, como de qualquer pessoa, penso que seja melhor e menos visado manter um blog.
Acho que agora respondi às perguntas, certo?
Beijos !
:)
:)
:)
Segunda-feira, véspera de feriado da Inconfidência Mineira.
A cidade já está parada, naquele ritmo de "copa do mundo", hahahahahahaha.
Muita gente emendou e aproveitou para viajar.
Eu e o Lú voltamos de viagem ontem da fazenda. Estava mesmo uma delícia !!! Uma pasmaceira propícia para namoradinhos, hehe. Acho que a gente precisva um pouco colocar o botão no modo off line e curtir o silêncio, a natureza e um momento mais família.
Tiramos poucas fotos. Na ordem como as dispus abaixo, estamos da volta à ida. No carro, já estávamos voltando(ontem). Pegamos o fim de tarde, pós derrota tricolor(rsrsrs) e tivemos a opotunidade de ver o sol poente: maravilhoso !!! Pena que na foto não saiu nitidamente, por isso nem postei.
Mais abaixo, estamos nós quase em desepdida das alianças de namoro. Afinal, daqui a pouco a gente enforca o dedo anelar com a aliança de ouro, hahaha.
Depois, claro, como não podia faltar, eu,fazendo minhas gracinhas. Devorando a pimenta no pé, do jeito que eu gosto, hummm...
No mais, sábado fizemos uma corrida no meio do milharal. À noite, filme, pipoca e o Lipe junto, meu amorzinho !!!! E o fã do Luiz, hahaha.
Domingo fomos acompanhar os meninos na saída para a cavalgada e na hora do almoço aquela ânsia compusliva pela feijuca da vovó, hummm...que delícia !
Ficamos pra ver o jogo, mas não foi uma boa ideia ficar ao lado dos corintianos lá presentes,rs.
Os meninos chegaram da cavalgada(acabados) e logo viemos embora.
Fomos pra minha casa e preparei um peixe , modéstia parte, shoe de bola pro Luiz e o Dudu, hehe.
Depois fui pra casa do Luzão e a noite terminou em chocolate !!!! hahahahaha...muito chocolate!!!
Hoje, apesar do ritmo lento ante-feriado, dou aula as 14h.
E to aqui, no escritório do Lú. Pra nós, o ritmo é da segunda-feira normal e explosiva...

Que todos tenhamos uma semana maravilhosa !!






sexta-feira, 17 de abril de 2009

Sexta-feira MARAVILHOSA !!
É muito bom estar perto de quem vc ama: amigas verdadeiras, amor delicioso como o que tenho, hehe...
A vida, aos poucos, vai os respondendo tudo. Esclarecendo...
Vou ra fazenda amanhã e volto domingo.
Prometo que escrevo quando voltar.
Bom, agora vou me arrumar pq vou almoçar com meus dois gdes amores: Thatá e Lulu, hahahahaha....Beijos .
:)

quarta-feira, 15 de abril de 2009

Lindo ...

































































































"Lindo!

E eu me sinto enfeitiçada
Correndo perigo
Seu olhar
É simplesmente
Lindo!...

Mas também não diz mais nada
Menino bonito
E então quero olhar você
Depois ir embora
Ah! Ah!
Sem dizer o porquê
Eu sou cigana
Ah! Ah!
Basta olhar pra você..."

Wave


Vou te contar
Os olhos já não podem ver
Coisas que só o coração pode entender
Fundamental é mesmo o amor
É impossível ser feliz sozinho...

O resto é mar
É tudo que não sei contar
São coisas lindas que eu tenho pra te dar
Vem de mansinho à brisa e me diz
É impossível ser feliz sozinho...

Da primeira vez era a cidade
Da segunda o cais e a eternidade...

Agora eu já sei
Da onda que se ergueu no mar
E das estrelas que esquecemos de contar
O amor se deixa surpreender
Enquanto a noite vem nos envolver...

Vou te contar...
9 Feira Nacional do Livro em Ribeirão Preto.

Esse ano a Feira contará com a presença de autores como :Mário Prata, Pasquale Cipro Neto, Carlos Heitor Cony, Pedro Bandeira, Lourenço Mutarelli, Xico de Sá, dentre outros.

Os shows serão apresentados por :
Adriana Calcanhoto, Vanessa da Mata, Martinho da Vila, Gal Costa (ainda não confirmada) e outras atrações também, que em breve serão divulgadas.

A Feira acontecerá de 18 a 28 de junho, no mesmo local.

Vai ser ótima !

Adélia Prado

Acho essa poesia, "Casamento" duma verdade tão grande. É propícia para este momento de minha vida: a espera do gde dia, o dia de me casar !!!!
Há mulheres que dizem:
Meu marido, se quiser pescar, pesque,
mas que limpe os peixes.
Eu não. A qualquer hora da noite me levanto,
ajudo a escamar, abrir, retalhar e salgar.
É tão bom, só a gente sozinhos na cozinha,
de vez em quando os cotovelos se esbarram,
ele fala coisas como "este foi difícil"
"prateou no ar dando rabanadas"
e faz o gesto com a mão.

O silêncio de quando nos vimos a primeira vez
atravessa a cozinha como um rio profundo.
Por fim, os peixes na travessa,
vamos dormir.
Coisas prateadas espocam:
somos noivo e noiva

Carlos Drummond de Andrade

Acordar, viver


Como acordar sem sofrimento?
Recomeçar sem horror?
O sono transportou-me
àquele reino onde não existe vida
e eu quedo inerte sem paixão.


Como repetir, dia seguinte após dia seguinte,
a fábula inconclusa,
suportar a semelhança das coisas ásperas
de amanhã com as coisas ásperas de hoje?


Como proteger-me das feridas
que rasga em mim o acontecimento,
qualquer acontecimento
que lembra a Terra e sua púrpura
demente?
E mais aquela ferida que me inflijo
a cada hora, algoz
do inocente que não sou?


Ninguém responde, a vida é pétrea.

terça-feira, 14 de abril de 2009


História da calça saruel
Originária da região norte africana, especialmente do Marrocos, a saruel é uma derivação das calças johdpur e dhoti - modelos com amplo volume entre as pernas, muito utilizadas pelos povos da África e do Oriente Médio. "

Acredita-se também que a calça marroquina era um traje religioso, utilizado desde a Idade Média, pois essa região era extremamente devota", explica José Luis de Andrade, professor de moda do Senac. Nos países de origem, elas eram feitas de algodão ou seda, em cores neutras como bege e branca.
Apelidada em inglês de drop-crotch, a saruel voltou com força às passarelas no ano de 2006 em alguns desfiles, como Marc Jacobs, Givenchy e Vivienne Westwood. Em 2009 ela continua em alta e ganhou diversas variações. "

Hoje encontramos a saruel com vários comprimentos de gancho, tecidos, estampas e fechamento, como zíper, botões e elástico. Materiais que não existiam na época de origem", esclarece José Luis.



Quando a moda da calça saruel começou, eu pensei: " Não tem como usar um troço feio desse", hahahaha...Ainda mais pelo meu complexo de me achar muito magra.
De repente, inventei de experimentar um modelo, apenas por curiosidade. E não é que adorei ??? Hahahahahaha...
Além da versatilidade e conforto dessa moda, a calça saruel também modela o corpo, valoriza as formas mais femininas , mesmo que esse aspecto despojado(com um saco no meio das pernas), dê a impressão de falta de vaidade. Pelo contrário. O feminino fica ainda mais reafirmado.


Gente, eu não sabia de uma coisa muito curiosa.
A Hellow Kit já tem 34 anos !!!
Olhando assim, pra essa carinha de baby fofa, parace que nem envelhecer, ela envelhece né?
Pois é, descobri esses dias, navegando na net, num site de curiosidades.
Não há uma data definidade de quando exatamente ela nasceu, mas foi criada e já comercializada em 1974. No entanto , fãs da Hellow Hellow, estipularam que seu aniversário é no dia 02 de novembro.

segunda-feira, 13 de abril de 2009


Segunda-feira tranquilíssima !!! O fim de semana foi de reflexão. Parei para reavaliar alguns conceitos, algumas pessoas; eu mesma: minha conduta, minhas ações e reações e pude descobrir mil coisas novas. Dentre elas, estão meus objetivos que são buscar viver em paz, livre de euforia, alvoroço, ansiedade, desespero, falta de delicadeza, inveja(conviver com gente assim é regredir)...
Para isso, é preciso fazer da minha vida, um espécie de faxina. Limpar tudo, renovar. E decidi fazê-la. Estou muito mais leve agora.
Sinto que é hora, agora, de curtir cada segundo da preparação do meu casamento, que ja ja acontece. Essa fase da minha vida tem me amadurecido muito e muitos medos parecem se esvair com o vento...
"As perturbações derivam de opiniões e juízos insensatos. "
Cícero, 106-43 a. C., filósofo e político romano, De Finibus bonorum et malorum

sábado, 11 de abril de 2009



Feriado prolongado tem sido muito agradável, exceto as turbulências, hahahaha...

Ontem fizemos pizzada na casa da Thatá e estava super gostoso !!! O climinha era esse aí, da foto !!! Uma delícia !

Fiquei muito chateada com algumas coisas no fim da noite, mas nada que não tenha solução. Além disso, tudo o que acontece vem precedido de um propósito. Deve haver uma resposta para todas as dúvidas que nos circundam.

O melhor de tudo é poder olhar pra picture e ver a Kli inserida nela novamente, como há mto tempo não acontecia.

A presença dela tem importância extrema em minha vida !!!

Bom, quanto a essa mocinha feliz, sem palavras !!! A Bi é meu anjo, a minha história...

Meu boy, meu amorzão, meu parceiro, melhor amigo é quem me dá essa capacidade de versar sobre a vida; meu maior estímulo de viver !!!

Ontem à tarde fomos ver umas coisinhas para o futuro e cada vez me sinto mais próxima diante da nossa vida a dois, eterna !!!

Amo demais tudo isso aqui !!!!

quarta-feira, 8 de abril de 2009

Renata Maria







Ela era ,ela era, ela no centro da tela daquela manhã .



Tudo o que não era ela se desvaneceu: Cristo, montanhas, florestas, acácias, ipês, pranchas coladas na crista das ondas, as ondas suspensas no ar...



Pássaros cristalizados no branco do céu.



E eu, atolado na areia, perdia meus pés.



Músicas imaginei .Mas o assombro gelou.



Na minha boca as palavras que eu ia falar,nem uma brisa soprou enquanto Renata Maria saía do mar...



Dia após dia na praia com olhos vazados de já não a ver.



Quieto como um pescador a juntar seus anzóis ou como algum salva-vidas no banco dos réus.



Noite na praia deserta, deserta, deserta daquela mulher...



Praia repleta de rastros em mil direções.



Penso que todos os passos perdidos são meus.



Eu já sabia, meu Deus...tão fulgurante visão não se produz duas vezes no mesmo lugar.



Mas que danado fui eu enquanto Renata Maria saía do mar ...



Chico Buarque.






Não tem o "Maria"no meu nome, mas todo mulher tem um pouco de Marias dentro de si. Essa é para os bons entendedores. Hehe...
Um momento pra ele ...

"Amor, amor. Diz que pode, depois morde pelas costas ,sem querer..."

"Eu só quero que você saiba que estou pensando em você, agora e sempre mais..."

"Te dei meus olhos pra tomares conta..."

"...Não me importa a sua crença ,eu quero a diferença que me faz te olhar de frente..."

terça-feira, 7 de abril de 2009

Olá !!!
Essa semana é curta. Temos feriado na sexta; sexta-feira santa !!!
Nem tinha me dado conta de como o tempo tem passado rápido, incrível. Cada vez mais,sente-se a necessidade de viver com pressa, de viver mais coisas...
Estou mega feliz !!! É muita coisa boa acontecendo que às vezes acho que não é verdade. Mas por que seria mentira se tô lutando tanto pra ficar bem, em paz e principalmente amando, mais e mais e mais...
Eu e meu mormis estamos muito animados com tudo que é novo na nossa vida. Planejar um casório não é simples não. Nada fácil, mas a expectativa, a procura de casa, de cada detalhe são coisas tão gostosas, tão energizantes, que é mesmo indescritível. As pessoas teriam de viver isso na pele, pra entender !!! E pra entender tem que tá in love, hahahaha...

Fim de semana foi sensacional. Fui pra Guaxupa com a Thá, a Aline e a Shelvi. A gente foi com um intuito, de visitar o túmulo da tia Edna. No começo, é claro, ficamos tocadas. Mas depois, como já era de se esperar e de se esperar também da Edna , se ela estivesse aqui conosco, foi só diversão, como dá pra perceber nas fotos abaixo .
Em mim e na Li baixou um espírito "criança desobediente" e foi demais !!! Brincamos na gangorra, no escorregador...pulamos na piscina de roupa !!! Melhor sensation !!!
Além disso, foi muito legal conhecer toda a família acolhedora da Thatis...
As comidas mineiras(huummm), chegavam na nossa mesa aos montes. Comemos até não conseguir mais pensar em comer por três semanas, kkkkkkkkkkkk... como dizem pras bandas de lá: teve bão !!! Teve bão demais !!! Na volta, passamos em Muzambinho, pra visitar um amigo da Shelvi. Gente boníssima !!! Mais bolo, mais café, mais comida...hahahaha.
Voltamos só o pó, hahaha...mas compensou cada minuto que estivemos em Minas.
As amigas então, são as melhores companhias pra pegar estrada !!!
Amei !!!

A segunda-feira começou até mais leve, hehe.
Apesar do feriado, meus alunos estão no ritmo normal e o que me deixou mais feliz, foi saber que eles só não emendarão a semana(como estão fazendo na escola de curso normal), pq adoram minha aula e a teacher...aiiiii, que amores !!! Fiquei emocionada e hoje posso dizer que AMO cada vez mais o que faço e cada um dos meus pimpolhos !!!!

Logo mais, eu volto !!! Beijos ! :)